CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

A UNIÃO CONJUGAL DA NOVA ERA E A POSIÇÃO CRISTÃ

“Eis que eu vos envio como ovelhas para o meio de lobos; sede, pois, astutos como as serpentes e simples como as pombas. Acautelai-vos com os homens: eles vos entregarão aos tribunais e vos flagelarão... Sereis odiados por todos por causa do meu nome. Mas quem perseverar ate o fim, este será salvo.” Mateus 10.16-22.
 Ninguém suportar a rejeição, nem mesmo quem estiver errado.
O mundo em que vivemos é cheio de preconceitos e discriminação. Porém o Senhor Jesus nos aconselha a encararmos as perseguições em razão de sermos seus seguidores com mais otimismos do que em qualquer situação. No sermão do monte em Mateus cap. 5 Jesus manda que nos alegremos e irradiemo-nos de satisfação em meio às perseguições.
Embora a constituição nos garanta proteção à crença religiosa, a busca pelos nossos direitos de cidadão perante as autoridade é até vista com certa ironia, uma vez que a própria sociedade nos ver como a comunidade mais pacifica do mundo.
Como nos tempos bíblicos, vivemos um momento muito difícil em que os legisladores, que colocamos nas assembléias legislativas e no plenário nacional para criar leis em nosso favor, buscam cercear os nossos direitos.
Os governantes estão assumindo uma postura política que a cada dia fica mais distante de Deus. Ao invés de proteger os direitos constitucionais de livre expressão, a lei que tramita em Brasília em favor de um vício coloca uma mordaça na boca da Igreja. Uma verdadeira “caça as bruxas” se instala no Brasil. O povo mais pacífico do mundo, que suporta brincadeirinhas, piadas e palavras pejorativas é considerado uma peste para o progresso e evolução cultural.
Conseguimos conviver com as diferenças, e repugnamos tais diferenças sem violência e hostilidades. Vai ser difícil para as próximas gerações de cristãos se adaptarem a uma perseguição injusta, o que pode provocar muita violência no futuro. Até que a ficha caia, muitas coisas poderão acontecer. Que Deus nos ajude, pois vai ser difícil para a maioria dos cristãos (católicos e protestantes) suportar provocações dentro das igrejas, nos ônibus coletivos e em repartições publicas e particulares.
Na Argentina houve o primeiro casamento de homossexuais entre os países da America Latina. Até ai eu considero um ato civil que cedo ou mais tarde aconteceria. Pois um Estado Laico busca garantir direitos iguais entre todos os cidadãos, principalmente entre os desiguais.
Mas a origem histórica do casamento é puramente religiosa, e aponta para um plano Superior, o plano divino. Que se dê outro nome à união de pessoas do mesmo sexo, menos casamento – casamento tem a origem do nome casal, e casal só pode ser de sexo oposto: homem e mulher, macho e fêmea.
A igreja do Senhor Jesus deve manter a postura de santa e comunidade conservadora dos princípios da Palavra de Deus. Mesmo que a Igreja venha ser perseguida, e portas de templos se fechem por ordem judicial ou por insurreição popular, ou lideres sejam perseguidos, não devemos nos abater.
Consideremos este fato como a maior prova dos últimos momentos da Noiva de Cristo aqui na terra.
OREMOS PELO BRASIL.
Mário Natho
Enviado por Mário Natho em 01/08/2010
Código do texto: T2411904
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Mário Natho
Salvador - Bahia - Brasil, 43 anos
82 textos (11464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/14 22:29)