Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primeiro e segundo turno...

Reeleição (22/08/2006) - 1º turno

Lula ganhará novamente! Metade dos eleitores deve, no mínimo, se perguntar: como é possível isso? Muito simples: a bandalheira está tão generalizada no meio político que os escândalos deste governo são encarados pela maioria como algo natural ou, no mínimo, aceitável. O que resta, então, é o que de bom há, efetivamente, na administração atual que possa justificar sua continuidade. Assim, trocar seis por meia dúzia, nessa altura do campeonato, não é algo que justifique uma mudança – afinal, mudança para quê? Para uma situação anterior que deu início a tudo isso? E era tão camuflado que ninguém via... Claro que o que aconteceu neste foi quase um acidente de percurso... mas, enfim, mostrou a ponta do iceberg. Mas ninguém entende nada de nada e prefere não ver, de forma clara e esclarecedora, o que realmente há abaixo dessa ponta. Ninguém confia em mais ninguém e nessa situação quem detém maior poder de mídia e a máquina na mão certamente leva vantagem. Mas a alma do povo está refletida nisso... ninguém muda uma nação se o corpo dela não fizer os exercícios necessários. Quem, porém, montará essa academia?

08/10/2006 – 2º turno

Fatos novos alteraram esse quadro. O gato caça o rato e não se sabe de que lado ele está. Tanto o gato, quanto o rato! A disputa começa a equilibrar-se e o que antes parecia definido agora se mostra oscilante, com uma curva descendente para a reeleição e ascendente ao opositor. Alianças esdrúxulas se formam, sensibilidades afloram, decisões difíceis são tomadas. O povo assiste incrédulo e não sabe mais a quem torcer. Fará, de qualquer forma, uma escolha – mesmo que de forma radical. Os debates que virão prometem lenha na fogueira, mas será que é isso que queríamos. O ideal seria não ter a fogueira... Agora é assim: ou pulamos sobre ela com risco de não cair no outro lado ou pulamos diretamente nela. A escolha é nossa... Seria realmente uma escolha nossa? É a escolha que nos deixaram a maioria ocupada no dia a dia sem tempo para acompanhar a realidade da política brasileira... Vivemos de ilusão, porque a maioria está iludida. A maioria sempre vence, mesmo que alienada... De qualquer forma alguém já perdeu: o povo! “Ê, ô, ô, vida de gado... povo marcado... ê... povo feliz!” “Vocês, que fazem parte dessa massa...” façam a sua escolha, pois eu já fiquei sem opção...
Lourenço Oliveira
Enviado por Lourenço Oliveira em 08/10/2006
Reeditado em 11/10/2006
Código do texto: T259457
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1277 textos (109617 leituras)
23 e-livros (1394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:15)
Lourenço Oliveira