Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRABALHO ESCRAVO

      Já se passaram 117 anos desde a abolição da escravatura no país, oficialmente estabelecida com a assinatura da Lei Áurea, pela Princesa Isabel, no dia 13 de maio de 1888. Proibido, oficialmente,   o   trabalho escravo continua e é manchete nos jornais brasileiros.
      Recentemente e frequentemente constatamos a grande quantidade  de pessoas, em grande parte crianças, que   trabalham   em    lavouras, carvoarias e outros lugares, em condições indignas. Insalubridade e risco
de acidentes, tão constantes, parecem naturais. Salários e horários   de trabalho escapam das leis, entre a exigência dos patrões e   a   resistência
dos escravos contemporâneos. Os primeiros exigem o    máximo         e oferecem  o mínimo. Os últimos trabalham enquanto têm forças. Esperam por dias melhores sem perceber que estão assim há gerações.
      A situação de famílias que vivem em tais circunstâncias é dramática, sem dúvida. A pergunta que se faz é quanto ao que pode ser  feito  com essas pessoas se elas deixarem de trabalhar onde estão. Como     tornar  suas vidas mais compatíveis com os direitos    humanos,     dar alimento, educação, lazer, saúde e esperança?
      Não é fácil acabar com a escravidão. Não basta criar e assinar leis. É preciso tornar o trabalho escravo desnecessário para quem o pratica    e acabar com as vantagens de quem se aproveita dele. Na situação  atual, com salários cada vez mais baixos e a alta taxa de    desemprego,       o trabalho escravo não espanta. Ainda tem gente querendo participar. Uns para sobreviver. Outros para continuar enriquecendo às custas         da miséria alheia, enquanto posam de empregadores bons samaritanos.
      A miséria cresce como um câncer. A esmola não cura essa  doença.  Só impede que consuma com os miseráveis e os leve à extinção.

(2004)
Wellington Fernandes
Enviado por Wellington Fernandes em 18/07/2005
Reeditado em 06/03/2006
Código do texto: T35378
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Fernandes
Itabira - Minas Gerais - Brasil, 42 anos
101 textos (6365 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:03)
Wellington Fernandes