Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Presidente da Câmara

É isso aí. O Sr. Aldo Rebelo acaba de conquistar a Presidência da Câmara. Acabou definitivamente o sonho, a esperança de um País que pudesse, no conceito de moral, ética e honestidade, renascer, tal qual a Fênix, das cinzas da roubalheira, da podridão, da canalhice.
O candidato do governo, governo esse que tem sido desmascarado públicamente há mêses, está aí com toda força para representar os interesses do País, do POVO, NOSSOS interesses.

Estamos entregues à própria sorte, porque, ou saímos às ruas para reivindicar uma limpeza no País, ou ficamos em casa rezando e lamentando.
Sempre fui democrata, mas hoje me questiono para que serve
esse tipo de democracia. Para poder estar aqui escrevendo essas palavras de desencanto? Eu preferia não poder falar, mas viver em um País onde meus filhos tivessem futuro, onde se pudesse ter comida à mesa para todos, onde todos tivessem seus empregos e pudessem ganhar seu sustento com dignidade...
Eu trocaria cada letra, cada sílaba, cada palavra desse meu desabafo, por um País digno, por uma Nação descente e que seria motivo de orgulho e esperança sempre.
Utopia? Pode ser. Mas é o que nos resta; a todos nós que acreditamos que ainda tínhamos um futuro.
As CPMI's já estão caindo no esquecimento; um bode expiatório já foi encontrado, o candidato do governo ganha eleição em troca de ministérios (nas eleições nas quais nós, pobres mortais, participamos, compra de voto é crime. Na Câmara é divulgado públicamente e nada acontece), e mais uma vez, nada vai acontecer.
Lamento, lamento muito por todos nós, por nossos filhos, pela vergonha que sinto hoje de dizer que sou BRASILEIRA!
Renate Kirschen
Enviado por Renate Kirschen em 28/09/2005
Código do texto: T54699
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renate Kirschen
São Paulo - São Paulo - Brasil
5 textos (522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:54)
Renate Kirschen