Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERDADE!



Algumas pessoas demonstram através dos seus comportamentos, não terem a mínima consciência do que seja realmente exercer a própria liberdade.

Confundem o ser livre, com o ser onipotente! Com o ser irresponsável e inconseqüente! Agem como se falta de limite fosse sinônimo de uso da liberdade!

E assim, o direito à liberdade que todos nós temos, muitas vezes é exercido com absoluta insensatez.

Agir com liberdade, na imensa maioria das vezes requer ter responsabilidade, senso ético e social. Usar a liberdade como opção positiva e consciente.

Precisamos sempre nos lembrar que ter liberdade para escolher requer ter responsabilidade para assumir as possíveis conseqüências desta escolha.

Exercer o meu direito de liberdade até me dá a oportunidade de poder tudo, mas como vivo e convivo com outras pessoas, não posso nunca menosprezar o meu dever de responsabilidade, que me faz sempre questionar antes se devo.

Quando se vive em sociedade, a todo momento nos deparamos com esta questão: existem situações em que eu tenho o direito de agir como bem quiser, mas não posso nunca me esquecer de me perguntar se devo, se convém, se estou sendo ética agindo de tal maneira.

É justamente a ausência deste questionamento por parte de algumas pessoas que desencadeiam tantas situações de injustiça, de violência e de desrespeito.

Precisamos acionar o nosso senso ético e social, para sempre nos lembrarmos de algumas frases antigas, mas que não deveriam nunca sair de moda: “a minha liberdade termina onde começa a do outro”, ou ainda que, “o limite do meu espaço está exatamente no início do espaço do outro”.

Mas algumas pessoas vivem e convivem como se não soubessem disso, ou talvez como se, por pura conveniência se esquecessem. E protagonizam várias situações abusando e extrapolando do direito à liberdade.

Agem como se acreditassem que ser livre é ser egoísta. È poder tudo. È sempre optar em fazer o que querem, sem limite e sem ética alguma. Sem nenhuma preocupação com as possíveis conseqüências dos seus atos. Sem nenhuma consideração ou respeito pelo outro.

Seria interessante que, no uso do nosso direito de ser livre para optar na escolha da maneira que iremos agir, sempre, e em cada opção que fizéssemos, nos lembrássemos que, de alguma maneira esta opção pode influir e, algumas vezes até mesmo ser determinante na vida de outras pessoas.

Algumas vezes usamos a nossa liberdade como instrumento de opressão e prisão do outro. Por prepotência, insensatez, egoísmo e falta de responsabilidade.

É muito difícil, e eu diria até mesmo que é totalmente impossível conseguir se viver em sociedade com tranqüilidade, quando se vincula o uso da liberdade com atos de irresponsabilidade.
Francisquini
Enviado por Francisquini em 25/08/2007
Código do texto: T622690
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Francisquini
Lavras - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
177 textos (12722 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 10:16)
Francisquini