Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESCÂNDALOS

                               ESCÂNDALOS

O Evangelho é bem  claro quando diz: “é necessário que venha o escândalo, mas ai daquele por intermédio de quem ele venha!”.
A cada dia que passa mais ficamos nós, o povinho, o eleitor, o trabalhador, o brasileiro – estupefato com novos escândalos e que, tendo direitos, os vê numa pilha de dossiês esperando para ser estudado e no final, considerado desprovido do direito pleiteado, além de ficar relegado a segundo plano, pois os novos casos são mais urgentes.
Houve tempos em que tudo isso que agora a imprensa mostra ficava as ocultas e que o dinheiro comprava: hoje essas imprensas livres, que não tem rabos presos, digna e sensata, não se calam ante fatos vergonhosos em que os candidatos a assumir cargos de renumeração polpuda se digladiam verbalisticamente, indo às vias finais e tristes de produzirem casos em que a nação toda se envergonha mas que, uma grande parte de pessoas simples e ignorantes, talvez até mantidas assim por conveniência, não tem conhecimento desses fatos, são eleitores que não recebem jornais, que não tem tv, e que votam num candidato porque esse lhe fez chegar (ou diz que foi ele) um caminhão pipa com água para seu bairro.
Mas são chegados os tempos em que os crimes do chamado “colarinho branco” estão sendo punidos. Nenhum Lalau está tendo mais as complacências da Lei por serem togados: errou, prisão! Não é só aquele pai de família que foi preso na padaria  roubando três filõezinhos para seus filhos famintos, mas também aquele dissimulado pastor  que transportava milhões de dólares na cueca, para depósito de uma suposta arrecadação de uma igreja que se fortalece a cada dia.
Se ficarmos felizes com as ações eficazes das polícias, principalmente a federal, por outro lado nos entristece o volume de casos que a cada dia se surpreende, causando pasmo a toda nação, pela vergonha que tais escândalos produzem.
Todavia, isso é o que se descobre, o que fica muito na vista, milhões de reais sendo guardados em caixas de papelão, em gavetas de hotéis, como se fosse mercadoria de valor mas sem necessidade de muita vigilância, enquanto que muitas outras anomalias estão ocorrendo enquanto vamos ficando cada vez mais pobres, com mais dificuldades financeiras.
Creio que existem muitos brasileiros que, como eu, não têm e não vêem uma nota de cem reais há muito tempo!  Por que tornou-se tão rara? Para nós, do povo, que vivemos de salários e de pequenos ganhos, que não temos propinas, nem mensalões, nem vantagens nenhuma, enquanto que elas, (nem lembro o que homenageia no seu anverso) estão nas mãos de poucos para reembolsar negócios escusos.
Todavia o Evangelho diz tudo: “e necessário que venha  o escândalo, mas ai daquele por intermédio de quem ele venha.” Ótimas ações da P.F., continuem assim!

Antonio Luiz Cabral – Ribeirão Preto, 21/09/06 – alacalado@hotmail.com
calado
Enviado por calado em 02/09/2007
Código do texto: T634983

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
calado
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil
15 textos (1398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:06)
calado