Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AÇÃO ...REAÇÃO!


Estamos nos tornando tão egoístas, que muitas vezes temos agido preocupados unicamente com o nosso próprio bem estar.

Temos tido tantas atitudes completamente desprovidas de preocupação com as conseqüências que podem vir delas ou ainda, do prejuízo que podem acarretar para alguém, que muitas vezes, a impressão que fica é de que esquecemos que somos seres sociais, que o mundo é grande, e que nele existem muitas outras pessoas apesar e além de mim.

Conduzimos grande parte da vida nos comportando de maneira tão individualista e tão voltada para atender as nossas necessidades, que o resultado é esta sensação de solidão que tantas vezes sentimos e que muitas vezes, até mesmo nos incomoda.

Quem gosta realmente de sempre se sentir completamente só?

Quantas vezes, apesar de toda nossa sensação de força, de poder e de auto-suficiência, nos sentimos fracos, frágeis, tão carentes e necessitados de um amigo, de alguém em quem confiar, de alguém para conversar e nos ouvir?

Quem de nós não deseja ser amado?

Reclamamos tantas vezes da solidão, da dificuldade que existe hoje em dia, de se encontrar pessoas amigas, afáveis, mas o que temos feito para mudar isso?

Estamos tão acostumados a defendermos o nosso espaço, a enrijecer o nosso coração, a agirmos de maneira egoísta e individualista, que realmente fica difícil e distante qualquer possibilidade de se estabelecer relacionamentos amigáveis.

Ficamos esperando e desejando do outro demonstrações de afeto, mas tantas vezes inibimos o nosso! Cobramos das pessoas carinho, atenção e respeito. Mas será que temos nos lembrado, pelo menos de vez em quando, em ser carinhoso, em dar atenção, em tratar com respeito o outro também?

Acredito que a grande maioria das pessoas prefere viver em sociedade, em ter com quem conversar, em saber que, quando precisa, tem um ombro amigo, em se sentir amada.
Por que então, estamos insistindo em cada vez mais nos isolar, em cada vez mais sermos egoístas e egocêntricos? Em recusar o contato, em evitar ter e ser amigo? Em viver cada vez mais ignorando e prejudicando o outro, exclusivamente por interesse próprio?

Por que o hábito de viver agredindo, se o desejo é receber carinho suave? Por que viver se esquivando, se o que realmente se quer é o abraço? Por que a expressão dura na face, se a ausência de sorrisos nos faz tão mal? Por que insistir nos comportamentos egoístas, se o viver em sociedade é tão mais agradável? Por que se briga tanto, se a paz nos faz tanta falta? Por que se mente tanto, se a verdade é tão esperada por todos nós? Por que insistir no distanciamento, se o que se deseja é a proximidade? Por que a opção pela defesa, se o que existe na verdade, é uma necessidade de entrega?

Só para lembrar: toda ação gera uma reação!

Francisquini
Enviado por Francisquini em 12/09/2007
Código do texto: T648679
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Francisquini
Lavras - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
177 textos (12714 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 17:46)
Francisquini