Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não é equilibrado?! Nem ligue!

            Outro dia assistindo um programa de TV, estava acompanhando a história de uma mulher que por carência, era submissa demais em seus relacionamentos. Ao ver essa história, comecei a reparar e lembrar de casos de pessoas que procuram seus refúgios nas mais diversas coisas.
Logo de primeira, me veio a mente que isso seria característica de pessoas fracas. Mas analisando um pouco mais a fundo, mudei de idéia. Veja bem, as drogas e o álcool se fazem presentes cada dia mais na sociedade, infelizmente, e suas consequências, atos derivados de seu uso, tomam as manchetes cada vez mais.
Agora responda-me, porque essas procuram essas substâncias? Basicamente, é procurando refúgio. São pessoas tomadas por suas angústias, seus medos, seus fantasmas, desequilibrados que encontram um certo refúgio, mesmo que de forma falsa, nos vícios.
Eis que surge uma palavra bem conveniente para esse assunto, desequilíbrio.
Vejo que você ter um certo desequilíbrio não é tão anormal assim, tão abominável, você não precisa se enclausurar e procurar o psiquiatra!
O que você precisa é ter o discernimento para apontar se esse seu desequilíbrio é nocivo ou não a você. Todos pregam que você ser equilibrado, ter seu meio termo, isso é o ideal, mas seja sincero, você consegue ser assim?! Acha que se Santos Dumont fosse totalmente centrado, se não tivesse esse seu desequilíbrio associado com determinação, conseguiria ter voado?!
Vamos usar um exemplo mais atual, padre Marcelo Rossi, ele próprio já contou sobre antes de ser padre, que era uma pessoa viciada em academia, passava horas e mais horas malhando incansavelmente, aí então resolve mudar sua vida totalmente e virar padre. Agora me diga, isso não é desequilíbrio? Não quero falar analisando pelo lado religioso, pois muitos agora vão querer justificar isso como se ele tivesse recebido um “chamado divino”, não quero entrar nesse mérito, falo da parte mental e não espiritual. Uso esses exemplos para dizer que quando as pessoas conseguem filtrar e direcionar seus desiquilíbrios para coisas boas, vira qualidade, ganham outros adjetivos. Atletas mesmo, campeões, vai dizer que são equilibrados? Mas é um desequilíbrio bem usado, onde o transformam em superação, determinação, passa a ser qualidade. E é por isso mesmo que batem sempre na mesma tecla, usar os esportes para tirar as pessoas das drogas, dos vícios nocivos.
Justamente pela busca incansável de refúgios, as pessoas não conseguem superar suas angústias, não conseguem ser felizes consigo mesmas, precisam depositar esse fardo em terceiros. Sejam pessoas, atividades, precisam se apoiar em alguma coisa, valorizar outras coisas, mesmo que isso lhes desvalorize, enganando-se em busca da felicidade. Gente, por favor, felicidade não se prospecta, você é feliz ou não. Você tem que se fazer feliz. Ser feliz não é traço de personalidade, ser feliz é estado de espírito! Não fique dependendo de milagres, de simpatias, de prêmios da Mega-sena, você precisa é assumir os traços de sua personalidade, suas qualidades e defeitos, seus desequilíbrios, aceitar que não é perfeito e se ocupar com coisas boas! Procure a luz!
Não é difícil não, pense o que pode fazer convertendo suas angústias em força de vontade, em determinação, motivação. Não espere TE motivarem.
Repare em grandes nomes da história, qual deles você acha que era 100% centrado, equilibrado?!
Mas calma, não jogue seus “tarja-pretas” agora pela janela, e assuma a camisa de força como filosofia de vida! Olhe dentro de você, conheça-se, abra a cabela para isso! Seja uma pessoa melhor!
Em uma gangorra temos o ponto de equilíbrio, mas a escolha é sua se quer buscar o topo ou ficar embaixo. Vejo muito falarem que drogas e outros vícios nocivos, são coisas de gente “burra”, mas pegue Renato Russo e Élvis Presley, você os acham “burros”?! Acho que não, o que aconteceu foi falta de percepção para depositarem suas angústias, seus fantasmas em coisas boas. É como o cigarro mesmo, todos sabem que faz mal, mas olhe ao seu redor, quantas pessoas não correm acender um quando estão ansiosas, irritadas, nervosas? Será que não teria outra coisa que pudesse proporcionar o sensação momentânea que isso lhes dá?
Bem, a mensagem é essa, a angústia uma hora acaba aparecendo, mesmo você achando que é a pessoa mais equilibrada do mundo o tempo todo, portanto, encontre seu ponto de desequilíbrio, e converta isso para o bem. Vai dizer que Picasso era normal? Então vá, pinte quadros, pratique esportes, leia livros, escreva livros também, sei lá, escreva textos e coloque na internet (!!!) ria gostoso até perder o fôlego, refugie-se em coisas boas, refugie-se na luz, ilumine e permita ser iluminado!
Vamos ser os perturbados mais felizes do mundo!

Marlos Santos.
Marlos Santos
Enviado por Marlos Santos em 18/09/2007
Código do texto: T657577
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marlos Santos
Caçapava - São Paulo - Brasil, 34 anos
16 textos (2882 leituras)
4 áudios (682 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:46)
Marlos Santos