Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E o que sou...

Eu escrevo poemas
De amor, de saudades, de dor
Muitas pessoas que me leem se identificam,
porque eu escrevo o que elas estão sentindo.
Elas emocionam-se, choram...
É a dor delas, a minha dor, a dor do mundo
Dos amores, talvez nunca vividos
mas...sempre sentidos

Aristótes disse:

O historiador e o poeta não se distinguem um
do outro pelo fato de o primeiro escrever em
prosa e o segundo em verso. Diferem entre si,
porque um escreveu o que aconteceu e o outro
o que poderia ter acontecido.

Eu particularmente discordo!

O historiador escreve o que se vê; o que é
nú aos olhos de todos, enquanto o poeta
escreve o que se sente. Porque nem tudo o
que se vê é o que está ali. Quem me vê, não
me lê...
Menina do Rio
Enviado por Menina do Rio em 22/09/2007
Código do texto: T663387

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Menina do Rio
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
18 textos (524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 12:23)
Menina do Rio