Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O escritor angolano Ondjaki faz sucesso no mundo inteiro

Ndalu de Almeida
, mais conhecido por seu pseudônimo Ondjaki, o jovem escritor, poeta, artista plástico e roteirista angolano possui obras traduzidas para o alemão, espanhol, italiano e francês. Nascido em Luanda em 1977, é fruto de uma geração que viveu sob a guerra civil que dizimou milhões de vidas.
 
Seu livro Bom dia camaradas retrata a infância, juventude e idade adulta do escritor, que nasceu dois anos após ser declarada a independência de Angola. É um livro de recordações, mas acima de tudo um testemunho ocular de uma face da história africana como nunca fora contada antes. Retrata o ponto de vista não-oficial; o ângulo e a ótica do escritor e do cidadão; de quem reflete o momento histórico com maior clareza: um artista popular, que não tem medo de denunciar a dor de uma nação. É mais que uma história contada. É um testemunho de uma geração. Segundo o próprio Ondjaki "é o resgate da infância, esse bem que não tem fronteiras nem pertence a ninguém".
 
O artista transita ainda pelo teatro e pelo cinema, tendo já realizado um documentário intitulado Oxalá cresçam pitangas (2006). É membro da União dos Escritores Angolanos e licenciado em Sociologia.
 
Sobre sua origem, declara: "sou mestiço de cor, corpo e alma", e informa que tem descendentes portugueses, angolanos e holandeses. Não esconde também que pertencer à comunidade de língua portuguesa é muito positivo para ele.
 
Seu livro de poesias Actu Sanguíneu recebeu menção honrosa no prêmio António Jacinto (Angola) no ano 200. Em 2005 o livro de contos E se amanhã o medo obteve os prêmios Sagrada Esperança (Angola) e António Paulouro (Portugal).
 
 
 
1 “flôr para sangues
na justiça do rumo, na paz do aprumo
no escalar delgado, no cano amarrado
na delicadeza crua, na veia nua
 (...)
 flôr encarnada
é flôr para sangues
que sangue em flôr
oferta à sua amada.
 
(ondjaki)
 
 
Obras publicadas na Caminho (Portugal)
http://www.divulgacao.org

O Assobiador
(1.ª edição, 2002; 2.ª edição, 2002)
«Uma Terra Sem Amos», n.º 124
Ynari. A Menina das Cinco Tranças (ilustração)
(1.ª edição, 2004; 2.ª edição, 2006)
«Fora de Colecção - Infanto-Juvenil», n.º 49
Com ilustrações a cores de Danuta Wojciechowska
Há Prendisajens com o Xão
(1.ª edição, 2002; 2.ª edição, 2004)
«Outras Margens», n.º 7
Bom Dia Camaradas
(1.ª edição, 2003; 2.ª edição, 2007)
«Outras Margens», n.º 10
Quantas Madrugadas Tem a Noite
(1.ª edição, 2004; 2.ª edição, 2005)
«Outras Margens», n.º 28
momentos de aqui
(1.ª edição, 2001; 3.ª edição, 2007)
«Outras Margens», n.º 32
E se Amanhã o Medo
(1.ª edição, 2005; 2.ª edição, 2005)
«Outras Margens», n.º 41
Prémio Literário Sagrada Esperança 2004
Prémio Literário António Paulouro 2004
Os da Minha Rua
(1.ª edição, 2007)
«Outras Margens», n.º 63
Actu Sanguíneu (poesia, 2000)
 
 
 
 





Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 24/09/2007
Reeditado em 24/09/2007
Código do texto: T666350
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Valdeck Almeida de Jesus
Salvador - Bahia - Brasil, 51 anos
1310 textos (613042 leituras)
26 áudios (5230 audições)
98 e-livros (62669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 20:52)
Valdeck Almeida de Jesus

Site do Escritor