Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE

Como podemos definir saudade? Que sentimento é este que toma conta dos nossos corações e faz doer a alma?
E tem rosto a saudade, e tem cheiro e tem nome.
É aquele amor que agora é longe, aquele abraço que agora reside só no pensamento, aquele sorriso maroto que chegamos mesmo a ouvir, mesmo sabendo ele há tantos quilômetros de distância, é aquela lágrima que eu vi pelo retrovisor, sem coragem de olhar para trás, tudo isto é a saudade.
Saudade é vontade de ficar e não poder. Vontade de morrer abraçado pra nunca mais largar. De tocar o rosto com o dedo como se não acreditasse na realidade da partida. De beijar mais uma vez, mesmo sabendo impossível.
E saudade mata?
Deve matar, pois me sinto meio morto, meio quase nada de tanta saudade, meio zumbi e meio homem, meio estrela que caiu do céu e meio fogo apagado ainda agora.
Meu peito apertado quase toca o rosto de quem amo, meus olhos marejados quase me levam até ele, como fosse um mar bravio, uma tempestade de choro conduzindo o barco da minha tristeza até o seu abraço mais querido e desejado.
Ainda foi ontem que vi o seu último sorriso e já espero no cais da minha vida o seu retorno. Como um pai que manda o filho para a guerra. Como a mulher que vê o amado ir embora pra outros mares... Como a flor murcha, à espera de um jardineiro que nunca chega.
Caio César Muniz
Enviado por Caio César Muniz em 02/10/2007
Código do texto: T677080

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio César Muniz
Mossoró - Rio Grande do Norte - Brasil, 44 anos
11 textos (629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 22:58)
Caio César Muniz