Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assumir o poeta

Assumir o poeta

Não discuto poesia. Se ela me envolve, me comove e me devolve tudo que eu sinto é então a poesia. O chão que me falta ou ao ar que flutuo nada mais pode ser menor que a leveza tão insustentável que Kundera apontou. Se nas seis propostas foi colocada a leveza por Calvino por que não se deixar levar pelos espaços intermináveis das imagens transgredidas por singelos pinceis poéticos?
Se dermos nomes ao que se pode sentir não haveria vocabulário suficiente para descrever os caminhos que podemos atravessar. Quem passa primeiro um rio debaixo da ponte ou a ponte sobre o rio?
A pedra sozinha, a chuva na mente, a busca perpétua. O brilho no texto, as tintas palavras, o quadro que pinta. Pode ser menor, mas assumo o ofício e me chamo poeta.

Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 19/10/2007
Código do texto: T700614
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1837 textos (51340 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:34)
Lorenzo Giuliano Ferrari