CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

SAUDAÇÃO A IANSÃ

" Santa guerreira que ao meu lado caminha,
com sua taça de ouro e sua espada na mão.
Ela é para mim toda riqueza, adoro sua beleza, trago-a em meu coração.
A sua saia quando roda irradia, é a deusa da ventania, a rainha do trovão.
Com pai Xangô, Iansã faz a morada, ela roda sua saia quando Ogum toca alvorada...
Eparrêi! Eparrêi Oiá! Saravá grande guerreira, ela é rainha , é Orixá "

A definição perfeita de Iansã é a força de movimento.
Seja dos ventos, dos ciclos, das pessoas.
Energia-mãe do impulso, que vem das cores fortes, como o abóbora, o coral, o laranja...
Dona dos habitats bambuzeados, onde ninguém jamais ousa impedi-los de estalar.
Protetora dos filhos das matas, das pedras e das estradas, em que os caminhos nunca se fecham. Companheira das forças da terra, dos filhos do solo, de Pai Omulú.

Percorre todos os ambientes da natureza, pois os domina com a sua volatilidade.
É do ar; é do tempo; é do espaço onde estamos calcados e calçados.

Seja bem-vinda, senhora bela. Permita-nos senti-la e abraçá-la, como se possível fosse tocar o vento, como se possível fosse agarrar-te em nosso colo.

EPARREI BELOIÁ, SARAVÁ IANSÃ!

****************************************************
Conheça os meu livros: "Visões de um aprendiz" e "Visões de um aprendiz na Umbanda".
Você vai gostar!
Ulisses Júnior
Enviado por Ulisses Júnior em 24/10/2007
Reeditado em 22/07/2011
Código do texto: T707797
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Ulisses Júnior
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
83 textos (105952 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/14 10:31)