Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Medo de ser feliz

Outro dia, num grupo de amigos discutíamos sobre felicidade. Quanda coisa estranha foi nomeada como motivo para ser feliz. Eu cheguei a conclusão de que as pessoas estão transferindo para coisas e animais as suas realizações. Homens e mulheres com medo de se darem uns aos outros, satisfazem suas carências em consumo de bens, duráveis ou não, afagam animais de estimação ao invés de afagarem pessoas.
Contam suas tristezas, seus desencontros, mas se esquecem que para encontrar é necessário sair de si mesmos e ir ao outro. Medo. Me machucar de novo? Acreditar, envolver, ceder... E daí? Será diferente, vai valer a pena porque é uma experiência nova. O mais lindo é que tudo é único, porque um Deus maravilhoso gosta que lhe prestemos atenção, se não fizermos isso não vamos lhe agradecer. Triste é quando chega aquele dia que procuramos pensar em algo marcante e não encontramos nada, não experimentamos, não aprendemos, não ficou nada. É como chegar numa casa vazia que todos foram embora e levaram a mobília; diferente da casa vazia que você vai morar, ao chegar lá imagina que tipo de móveis e cores deve ter. Solitários, sozinhos mas, cercados de gente. Ilhas. Amigos, amigas vamos abrir nossa guarda e receber, vamos deixar de lado o isolamento, vamos trocar experiências e afetos, vamos agradecer a Deus. Eis a receita para vencer o medo, eis a receita para começar a ser feliz.

Heloisa Prado
Enviado por Heloisa Prado em 24/10/2007
Código do texto: T707825
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heloisa Prado
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
270 textos (33590 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:30)
Heloisa Prado