Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERO SER FOTÓGRAFO: MAS SÓ SE FOR SOTEROPOLITANO



“O pau que nasce torto , não tem jeito morre torto ...”
      Gordurinha


Confesso-me neo-fotógrafo, e sempre serei um aprendiz: um eterno aprendiz.
Mas confesso também que fiquei espantado com o potencial da fotografia baiana ao ver os resultados da XV Bienal de Arte Fotográfica Brasileira em cores.
É simplesmente espantoso o poderio fotográfico soteropolitano.
Plagiando nosso presidente, posso dizer que nunca , na história das bienais, um  fotoclube fez tanto pela fotografia nacional.
Organizaram, foram jurados, reuniram as fotografias, escolheram as melhores das melhores, e deram um banho no restante do país: 2264 pontos para o primeiro fotoclube classificado ( Salvador Foto Clube) , tendo , em segundo lugar  um fotoclube com 698 pontos — simplesmente mais que o triplo.
Das 17 menções honrosas , 7 honraram um único fotoclube : o Salvador Foto Clube.
Foram 42 aceitações ( fotos a serem expostas) num total de 140: 30 % .
Quanto ao primeiro lugar, na classificação por autores, não poderia ser outro: As  Baianas , do Salvador Foto Clube.
O total de pontos do 1º lugar equivaleu aproximadamente à soma de 18 outros fotoclubes ( do 4º. ao 21º. lugar ) : temos um São Paulo Futebol Clube na arte de Daguerre.
Viva a Bahia, viva Salvador, viva às baianas.
Agora não posso deixar de estender minhas homenagens ao segundo lugar: Candango Fotoclube , de Brasília.
Viva o Lula,  viva  Renan, viva Niemeyer , e viva os senhores jurados,  todos ligados à Bahia, Estado que no momento , tendo em vista os resultados da referida bienal, se torna a capital da fotografia nacional.
Se o assunto fosse futebol eu diria que os baianos deram um banho: jogaram a bola para fora do campo, apitaram autorizando a cobrança, bateram o escanteio, entraram de cabeça, fizeram o gol, levaram  a bola para o meio de campo e deram o chute para reiniciar a partida: viva a Copa do Mundo de 2014.
O ocorrido é impressionante porque em Bienais anteriores a diferença entre primeiro e segundo colocados foi sempre muito próxima — vide site da Confederação de Fotografia  no www.confoto.art.br.
A partir de 2007, nenhum fotoclube, sob o risco de ficar por fora do que é uma foto de bienal,  poderá deixar de fazer uma excursão didático/fotográfica , até Salvador, com seus associados e diretoria , para aprenderem a capturar imagens na Meca da arte de se escrever com luz.
Quando a mim, que pretendia desenvolver um trabalho para alavancar um fotovideoclube, o Abertura, em Ribeirão Preto, desisti da idéia : com soteropolitanos ninguém pode.
E aqui vai um recado para uma Mestra da fotografia ribeirãopretana, Elza Rossato, que, infelizmente, não é baiana: nós conhecemos um pouco de fotografia pois nosso julgamento , na Bienal que organizamos, a XIV, em 2005, concluímos que o 1º lugar (pontuação por clubes, papel) deveria ser da  Salvador Foto  Clube ( 303 pontos) seguidos pelo pessoal de Londrina ( 276 pontos ), ou seja , 27 pontos de diferença, e nosso presidente, João Rossato, bem nos representou ao fotografar um baiano em pleno nado. Cara amiga, nem tudo está perdido. Vamos continuar tirando nossos retratos nas tarde de sábado e nos sentirmos felizes com nossos trabalhos expostos nos Salões Internacionais, como o de Jaú, em 2007, por exemplo.
Salve a Bahia ioio, salve a Bahia iaia.


ANTÔNIO CARLOS TÓRTORO
                                                            Escritor e jornalista
Tórtoro
Enviado por Tórtoro em 15/11/2007
Código do texto: T738073
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tórtoro
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 68 anos
176 textos (28316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 07:44)
Tórtoro