Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Instrumentos Chineses - O Sino e o Tambor

A música chinesa está entre as mais antigas do mundo. Entre os instrumentos mais conhecidos estão as flautas, gongos, sinos e cítaras.
Enquanto alguns instrumentos acabavam restritos à nobreza (caso, por exemplo, da cítara Qin ou da viola Erhu), outros, como os gongos, tambores e flautas, tinham presença garantida nas festas populares e até nas cerimônias religiosas.

Sino e Tambor

Reinou cerca de 1.300 anos e inclui as dinastias Shang (século 16 a.C. - século 11 a.C.), Zhou do Oeste (século 11 a.C. - o ano de 770 a.C.), Zhou do Leste (770 a.C. - 221 a.C., inclusive o período da Primavera e do Outono, e os Reinos Rivais), e terminou até o Reino Qin unir a China em 221 a.C. Nos dois períodos o sino e o tambor eram os instrumentos musicais principais.
A área da Dinastia Shang era muito maior que a da Dinastia Xia, mas o centro dela ficava província de Henan de hoje, igual à da Dinastia Xia. Por isso, Shang herdou diretamente a música de Xia e a desenvolveu muito.
Uma feição distinta de Shang é que a sociedade respeitava espíritos e deuses. Fala-se que isso veio de convenções de Xia, mas na Dinastia Shang havia muito mais bruxaria que na Xia, e por isso, os historiadores chamam Shang de "a cultura de bruxaria". A tradição antiga era que todas as atividades de bruxaria tinham de ser acompanhadas por danças e cantos, "sem Yue (a música e a dança), não há cerimônia". As performances eram maneiras importantes de comunicação entre o mundo dos espíritos e o mundo humano. Bruxos e bruxas profissionais apareceram nesta época apoiados pelos donos de escravos e serviam especialmente em cerimônias e sacrifícios. Foram as primeiras pessoas que tornaram a música uma profissão.
Sang Lin era um grande sacrifício feito pelo estado, que existiu com muita importância até o século 5 a.C. A música e a dança utilizadas em Sang Lin herdaram o nome da cerimônia.
O bom desenvolvimento da música da Dinastia Shang pode-se ver também nos instrumentos musicais dessa época. Os instrumentos musicais de Xia encontrados até hoje não mudaram muito comparando com os da época mais primitiva, embora eles fossem aperfeiçoados. E os instrumentos musicais de Shang já têm formas belas e sons bons.
O sino de Shang não tem a mesma forma de hoje, ele consiste de duas placas curvas, e seu corte transversal tem a forma oval. Essa forma oferece a possibilidade de tocar dois tons de alturas diferentes no mesmo sino. É bem possível que este tipo de sino tivesse sido inventado na Dinastia Shang porque ele ainda não foi encontrado em ruínas mais antigas. O sino de Shang normalmente era uma combinação de três unidades. Segundo testes feitos, um grupo de 3 sinos de Shang pode ter até 5 tons.
O tambor de Shang é também bem caracterizado. Existem hoje dois tambores de Shang, ambos são de bronze simulando tambores de madeira. Um deles foi desenterrado em 1977 na província de Hubei, e o outro sobreviveu sendo passado de geração a geração. Os dois são bem feitos e delicados, mostram a cara do tambor de Shang.

FONTES: http://www.minhachina.com e http://www.shaolincuritiba.com.br/musica.html
Sombra Frenética
Enviado por Sombra Frenética em 15/11/2007
Código do texto: T738384

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
inspiração - Sombra Frenética
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sombra Frenética
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 32 anos
33 textos (3902 leituras)
5 áudios (277 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:54)
Sombra Frenética