Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

7 - Temas que andais no ar

Temas que andais no ar
Nimiamente comuns
- Rumorosos insectos
Invisíveis:
Há quem vos considere
E tenha sempre pronta
A mão, para caçar-vos.
Eu também oiço os vossos
Zumbidos sibilinos,
Mas tento (inutilmente…)
Sacudir-vos.

?


{* DESEJO DE CRIAR!
Eu sei porque escrevo,
pego no caderno
porque tenho:

uma ideia na cabeça
e sinto no peito

a mais estranha emoção*

Foi depois disto que abri o livro e passei para:

Temas que andais no ar…
trazeis o aroma a rosmaninho
com o desejo de amar!

De seguida escrevi:
Quem é  ?
Como pode um nome preencher o lugar duma pessoa desconhecida? Não pode, mas por vezes ou sempre, um nome é uma evocação: a primeira das magias que criaram o homem.
Ler um/a poeta permite uma alteração da consciência, admite, por hipótese, um estado como só a música… quando sai ou entra em instrumentos que ganham expressão e têm vida!}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 19/12/2005
Código do texto: T88317
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310487 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:27)
Francisco Coimbra