Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
BRUGUELA XOUXINHA
Publicado por: Zé Marconi
Data: 21/07/2007
Créditos:
MÚSICA: Bruguela Xouxinha
Autor: José Marconi de Medeiros
Nome Artístico: ZÉ MARCONI
CD: Cheiro da terra
Música registrada na Escola de Música da UFRJ
Associado da SOCINPRO/ECAD

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

BRUGUELA XOUXINHA Autor: Zé Marconi

BRUGUELA XOXINHA
Autor: José Marconi de Medeiros

Refrão...
Oh bruguela xoxinha,                     VOCABULÁRIO
Corpo de maraváia,                    BRUGUELA - moça (pequena).
Não me dê brusuleta                  XOUXINHA - magrela, seca.
Vê se num avacaia.                   MARAVÁIA - maravalha, gravetos.
Me dá arrelia                            BRUSULETA - maçada, espera.
Duma bulinage                          AVACAIA - zomba, ironiza.
Cavilage, traquinage,                 ARRELIA - alegria.
A melhor estripulia.                    BULINAGE - namoro exagerado.
                                             CAVILAGE - carinho, aparato.
Vamos se atracar                      TRAQUINAGEM - travessuras.
Seja aqui, em qualquer lugar;      ESTRIPULIA - bulha, desordem.
Num quarto de alcôva,               ATRACAR - agarrar, chegar-se...
Na sala-do-cupiá                      ALCOVA - sert. quarto do casal.
Inriba da cipuadeira,                  SALA-DO-CUPIÁ - sala de visitas.
Enrolado numa esteira                CIPUADEIRA - pop. reg. cama.
De páia de carnaúba,                 MACAÚBA - fr. macaíba.
Chupando Macaúba,                   PÁIA CARNAÚBA -palha de carnaúba.
Debaixo da Ingazeira                  ESTEIRA - tecido de palha.
                                             INGAZEIRA - árvore.
Refrão...                                  CHAMEGO - namoro.
                                             DIALETO - variante regional de lingua
Nosso chamego                        CARITÓ - solteirona, quem não casou.
Pode ser analfabeto,
Ou viver um dialeto
Que não se proseia mais.
Você tendo eu por perto
Nosso linguajar é certo
Não ficas no caritó,
Nós se enrosca e dá um nó
E num afróxa nunca mais.
Zé Marconi
Enviado por Zé Marconi em 23/07/2007
Código do texto: T576685

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Zé Marconi
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
7 textos (1797 leituras)
8 áudios (1606 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 16:40)
Zé Marconi
Rádio Poética