Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Fila Sabino Azevedo
Brasília - Distrito Federal - Brasil
81 textos (7416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 19:36)
Fila Sabino Azevedo

Textos do autor
Perfil
Eu, Filadelfo Sabino de Azevêdo (Fila Sabino) sou natural de Coribe - BA (08/11), mas faço questão de assumir a minha ligação e identidade com  Montalvânia - MG, cidade que vi nascer e com quem cresci exatamente nos anos em que se cristaliza a nossa personalidade. Cidade ribeirinha, banhada pelo precioso rio Cochá (sou cochanino), é a minha ponte, mas não é a minha fonte.
Minha fonte é o mundo. O mundo íntimo e cósmico; o mundo existencial, até religioso, e o mundo concreto da natureza agredida, do enfrentamento entre os homens e os fatores adversos que nos são colocados.
Meus escritos revelam esse ecletismo. Não apenas um ecletismo temático (meus três filhos, o rio, as aves, as brincadeiras infantis, os sonhos, as ambições), mas sobretudo um ecletismo na doma da pena e das idéias, no domínio da forma. Às vezes parnasiano (como convém a um seresteiro de Montalvânia), nâo me amedronto diante da perspectiva de cometer poemas com forte influência concretista. Ressalto, entretanto,  a musicalidade nas minhas criações, não só a musicalidade do ritmo, onde evidencia a presença do compositor, mas a presença da tônica no momento conveniente, do uso da rima intermediária, pronunciando o próprio ritmo, do trato dos sons presentes nas sílabas, a musicalidade dos fonemas. Aficionado, considero a poesia e a música, num todo... no seu conjunto..  na sua essência, uma das maravilhas do mundo.
Profissão: Funcionário Público - Senado Federal (Aposentado).
Formação: Jornalismo - Tecnico em Comunicação Social (CEUB - Centro Unificado de Brasília) - Reg. Prof. 40/02/06/DF.
Religão: Católica (apostólica romana).
Predileção cultural: Arte literária (poesia e  contos). Arte musical  (composição). Instrumental: violão e percussão.
Direito: de igualdade entre nós.
Respeito: Deus (máximo).
Anseio que apreciem meus 'MOMENTOS' (Florescência).
DEUS nos ilumine, sempre.
Que ELE me ilumine aos seus olhos e os ilumine aos meus!
... Vaidade é acinte... sonho é andejo... dê-lhes asas e voe!...
Abraço!
                                         Filadelfo Sabino de Azevêdo (Fila Sabino)

 

Site do Escritor


Última atualização em 20/11/17 19:36