Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Jô Lisboa
Paragominas - Pará - Brasil, 32 anos
203 textos (4519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/17 09:48)
Jô Lisboa

Textos do autor
Perfil
J   ovem
O timista
I  nteligente
L  eal
M oleca
A  morosa.
 
Essa sou eu; Aprecie sem moderação!!


AUTOPSICOGRAFIA
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Fernando Pessoa
 
Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,
que já tem a forma do nosso corpo,
e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia:
e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre,
à margem de nós mesmos.
Fernando Pessoa


Última atualização em 25/05/17 09:48