Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Oswaldo Genofre
Ribeirão Pires - São Paulo - Brasil, 68 anos
885 textos (39632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 03:11)
Oswaldo Genofre

Textos do autor
Perfil
Biografia de Oswaldo Genofre
 
Nasci na pequena cidade de Guaiçara, interior do estado de São Paulo, em 15 de março de 1949. Segundo e último filho do farmacêutico Oswaldo e da professora D. Zilda. Minha infância permeada por traquinagens, próprias das crianças das cidades do interior, como não poderia deixar de ser, enriqueceu minha vida com aprendizados, sonhos e muito companheirismo.
Ainda criança, aos 9 anos, com minha família viemos morar em Santo André.
Aqui completei o então curso primário, ginásio e, aos 17 anos, o curso científico, todos em escolas públicas.
Nesse mesmo ano, ingressei na Universidade de São Paulo (USP) no curso de Ciências Biológicas.
Ainda universitário, iniciei o meu trabalho como professor em Ribeirão Pires nos idos anos de 1967, na Escola Estadual Dr. Felício Laurito.
Após minha graduação em 1970, continuei meus estudos em Biologia, ainda na USP, frequentando o curso de pós-graduação e mestrado aprimorando-me em Fisiologia Animal.
Fiz diversos trabalhos em pesquisa científica.
Entretanto toda a minha vida profissional foi dedicada à educação.
Fui professor, assistente de diretor, diretor de escola, supervisor de ensino, delegado de ensino, culminando a minha carreira como Dirigente Regional de Ensino. Dediquei 40 anos no magistério público do estado de São Paulo, quando me aposentei. O descanso ainda não veio, pois no mesmo ano da minha aposentadoria fui convidado para integrar a Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão Pires onde exerço minhas atividades até hoje, já transcorridos mais de 45 anos desde a minha primeira aula.
Tenho certeza de todos os meus méritos. Tenho plena convicção do meu bom trabalho à frente de todos os órgãos que eu atuei. Tenho plena certeza que meus conhecimentos não deixam a desejar em qualquer roda de discussão pedagógica.
Em 2006 recebi o título de comendador sendo agraciado com a Comenda 13 de dezembro pela Câmara Municipal de Guaiçara.
Mas uma coisa é certa. Todos os meus méritos não seriam obtidos se eu não tivesse a paz a tranquilidade de um bom casamento. O meu esteio sempre foi e, sempre será o meu lar.
Ao lado de minha esposa Marieta, com quem por um grande amor me casei, eu tive as forças para todas essas minhas conquistas, criamos nossos três filhos: Ariana, a mais velha, Juca o filho do meio, e Gilda a caçula, raspa do tacho.
Uma mulher também cheia de conquistas, educadora de mão cheia, excelente escritora e professora de Língua Portuguesa, atualmente, para meu orgulho, ela é a diretora da escola que eu dei a minha primeira aula quando iniciei a minha carreira de professor.
Com ela e, por seu carinho e amor, eu encontrei os caminhos da minha vida.
Encontrei nela a inspiração para toda uma produção de textos pedagógicos, contos, artigos e poesias. Mas, principalmente, a força para um caráter de homem honrado.
Encontrei a força de viver.
Aos filhos, os exemplos de uma vida honesta, cheia de trabalhos e recompensas.
 
 
 
Agora, não mais conto os anos.
Minha vida está nas batidas do meu coração.
Com ela aprendi que onde quer que eu esteja, estarei no lugar certo, na hora certa no momento exato.
As palavras ditas, serão aquelas que, se os outros não quiserem escutar, serão as que eu quero dizer.
Reafirmo que jamais eu teria feito uma conquista sequer se não fosse pela minha amada mulher.      
Ao meu lado ela esteve em todos os momentos de minha vida.
Foi meu esteio, minha ponte, minha força, meu cobertor, mãe dos meus filhos, avó dos meus netos, meus remédios, minha sabedoria, meus livros, minha poesia, meu amor, minha própria vida.
Com ela amei de verdade, percebendo exatamente o que é saber viver, amar e ser amado.
Por isso, a cada dia que eu vivo, mais eu tenho a certeza de que tudo isso vale a pena.
A nossa força de viver está no amor. A nossa sabedoria, está no amor. A nossa humildade, está no amor.
Assim, entrego-me na paz desta convivência já de tantos anos, na certeza que a cada dia o meu amor por minha Marieta está cada vez maior.
Isso é a minha verdadeira felicidade, o meu encantamento, a minha inspiração.
Sou uma pessoa sem igual.
Que bom que assim seja.
 
 
 
 

Site do Escritor


Última atualização em 23/10/17 03:11