Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Cidadão do Samba

Mestre Conga,como é conhecido José Luiz Lourenço,desde criança,nasceu em 1927.Isso o fez estar atento e participante  em todas as manifestações do Samba na capital mineira.O apedido ocorreu na escola,quando os colegas o reconheciam como dançante,na Guarda de Congo do Antonio Grande.Nelas,com o irmão,Oswaldo,ambos com latinhas de massa –de-tomate amarradas às pernaso menino adquiriu gosto pelo espetáculo e pelo ritmo,como também pelo público,no caso do congado,agachado no chão.O ritmo Conga,originário da América central,chegou a ser proibido na Ditadura...
A infância,de trabalho na lavoura,ao lado do pai,longe de endurecê-lo,tornou-o ainda mais sensível à música.O pai não tocava,mas gostava de dançar ao som de sanfoninha de oito baixos.
Sua outra Paixão,o futebol,também envolve ritmo:o futebol.Gosta de jogar e de dança de salão.Com a morte do pai,severo,quando adolescente,deu a Mestre Conga mais liberdade para freqüentar bailes e achar seu espaço no cenário musical de belo Horizonte.É quando se insere no salão “Original,do barro Preto,bairro afamado da cidade-e que existia também em Santa Efigênia.É aí que o moço conhece amores e se v~e atraído pela noite.
Após a II Grande Guerra,em meados de 1945,realiza-se saindo na Escola de Samba “Surpresa”.Os ensaios “ eram mesmo ali,no miolo da pedreira”,lembra o velho smbista:à luz de lamparinas,porque não havia como levar luz elétrica.Aí surgiu a primeira escola de Samba,fundada por Popó e Xuxu.Os “maioriais”,como então eram chamaos os donos do peaço, eram,Mário Januário da Silva e José Dionísio de Oliveira,respectivamente.O rapazinho não participou de seusdesfiles,mas esteve presente nas batalhas de confete,tão em voga no carnaval da época.Aera remanescente da escola de Samba “Pedreira Unida”.
           Mestre Conga ,de privilegiada memória,narra que quando houve “um racccha “ entre Popó e Xuxu,o primeiro,segundo ele,ou por gozação ou para irritar,colocou na sua nova escola o nome de “Escola de Samba primeira”.Havia uma certa rivalidade a mais porque Popó era pandeirista da Inconfidência e Xuxu,tamborinista da Guarani,rádios que mais divulgavam o carnaval de belo Horizonte.Isso mobilizava acirradas torcidas entre os simpatizantes de um ou outro “maioral’ e suas escolas.
Nessa época, Mestre Conga,para ajudar no roçamento familiar e se manter,exerce a função de sapateiro e volta à gafieira.Nesse ofício,perde a vista direita,quando,ao manejador um grampeador,um arame escapa e o atinge.
Em 1946,companheiros da gafieira,que eram passistas,o convidam para estrearna “Surpresa”.Toca tamborim e o instrumento é confeccionao por ele próprio,com a experiência de sapateiro.
Jovem,cheio de energia,experencia muito prazer em desfilar.Daí,levado pelos interesses de uma paixão,em 1947,passa para a “Remodelação da Floresta”,uma nova Escola.Desta,o maioral era Ildeu Amaro da Silva,conhecido pelo codinome de “Dórico”.
A partir daí,começa o real interesse de mestre conga pelo samba.Das primeiras experi~encias,narra ter tido interesses motivadores por belas mulatas,tendo sido noivo de uma delas.
Dois concursos   movimentavam  a capital de Minas gerais:a R$ádio Inconfidência promovia o da “Rainha do Samba” e os “Diários Associados”( “Estado de Minas”,”Diário da Tarde”,Rádio Guarani”).Eram o ponto alto do carnaval.Em 1948,Mestre Conga,um jovem com menos de vinte-e-um anos,leva o título.Daí para a frente,não pára.A experiência dá-lhe uma alegria imensa e amplia sua responsabilidade  para com o ritmo brasileiro.Diz que se sentiu “como um imperador”,ao receber o título.
É então que se inicia como compositor,salientando que.no início,fazia-se apenas o primeiro verso,que funcionava como mote.Segundo ele,era como hoje,”o que chamam pagode”:sambistas se reuniam em torno das mesa e o samba ia surgindo,a letra vindo um pouco de cada um que tivesse o dom.Mestee Conga assinala que samba enreo mais elaborado,somente teve início em Belo Horizonte,de  1956 pra cá.
Passa então,a escrever  o que denomina “smba de estrofe”.Por essa ocasião,tendo havido uma cisão,remanescentes do Remodelação da Floresta passam a se reunir na casa de mestre Conga,o que acontece até hoje,formando o que ele diz ser a escola mais pobre.O novo grupo,forma o “Grêmio Recreativo Escola de Samba Inconfidência Mineira”:ele,D.LourdesBocão,Arroz,Tefeu,Cici,Severino,Amintas e Silvio Porciano,mais familiares e outras pessoas enganjadas na escola,são os mestres do samba e suas evoluções,no terreiro mesmo,em sua casa no bairro Concórdia(Rua Itapeva 721).
Quando Júlio RosaCoelho  escolhe  Mestre Conga para seu projeto de Discografa,sendo um dos escolhidos noConcurso da Petrobrás,encontra-se com a grandiosidade de alguém que,tendo nascido em 1927,é a própria memória do Samba Mineiro.Dono de uma capacidade incrível de rememora nomes,datas e eventos,sem dúvida alguma, Mestre Conga,que está vivo,lépido mesmo no cenário nacional,pode ser considerado o “Cidadão do Samba”.Atuasse ele no eixo Rio-S.Paulo,seria reverenciadonacional e provavelmente internacionalmente.Este CD vem resgatar essa vida dedicada ao carnaval.Conversar com este senhor sorridente,esbelto,um privilégio.Consegue mostrar que a idade é o sujeito quem faz de si próprio...
Belo Horizonte,128/09/2005

clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 11/09/2005
Código do texto: T49532

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176751 leituras)
21 e-livros (13424 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:13)
clevane pessoa de araújo lopes