Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COM ROBERTO DINAMITE POR OUTROS CAMPOS DE TRIGO

Carlos Roberto de Oliveira, o Roberto Dinamite, fluminense de Duque de Caxias, ex-jogador de futebol e atualmente político, no convés da fragata desde 1954, logo cedo começou a mostrar a intimidade com a bola. O curioso é que Roberto, na infância, foi torcedor do Botafogo. Aos 12 anos já era titular do Esporte Clube São Bento, time do bairro onde morava em Duque de Caxias. Depois Roberto foi convidado a treinar nas categorias de base do Vasco e, um mês depois, já estava jogando nos juvenis. Após um ano no clube, Roberto aumentou 15 quilos, graças a um rigoroso trabalho de musculação. No campeonato carioca de juvenis de 1970, foi o artilheiro do Vasco com 10 gols. Vê-se daí que Roberto nasceu para ser artilheiro. Por aqueles tempos, o técnico da equipe principal “um tal” Mário Travaglini, o relacionou para a disputa do Campeonato Brasileiro de 1971. O apelido “Dinamite” foi criação dos jornalistas Eliomário Valente e Aparício Pires, ambos vascaínos e que trabalhavam no Jornal dos Sports. O primeiro gol de Roberto Dinamite no time profissional do Vasco aconteceu no dia 28 de novembro de 1971 contra o Internacional no Maracanã. Roberto atuou pelo time profissional do Vasco da Gama de 1971 a 1980, quando se transferiu para o Barcelona da Espanha, mas infelizmente não se adaptou voltando três meses depois a São Januário ficando até 1989. Alto e forte, Dinamite usava com muita inteligência seu corpo e dificilmente perdia a bola para um adversário, tornando-se um grande perigo na área inimiga. Ele conseguiu uma média de 36 gols por temporada nos 22 anos de carreira - disputou 1.108 partidas. No final da carreira recebeu convite para jogar pela Portuguesa de Desportos, em 1989 e disputou pelo time do Canindé, o campeonato brasileiro daquele ano. Em seis meses jogando em São Paulo, Roberto marcou nove gols que o ajudaram a atingir a histórica marca de190 gols, tornando-se o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro. Em 1991 Roberto também jogou pelo Campo Grande, disputando o Campeonato Carioca. Na Seleção Brasileira, Dinamite esteve nas Copas de 1978 e 1982, embora nesta última, o técnico Telê Santana não tenha escalado o artilheiro vascaíno em nenhuma partida. Hoje, Roberto Dinamite exerce o mandato de Deputado Estadual, visto que desde 1991 vem desenvolvendo essa atividade. Rival de Eurico Miranda, atual presidente do vascaíno, Roberto já perdeu por duas vezes as eleições para a presidência do Vasco.

NÚMEROS E MARCAS DE ROBERTO DINAMITE:

Pessoais

Bola de Prata da Revista Placar: 1979, 1981 e 1984
Artilheiro do Campeonato Brasileiro: 1974 (16 gols) e 1984 (16 gols)
Artilheiro do Campeonato Carioca: 1978 (19 gols), 1981 (31 gols) e 1985 (12 gols)

Estatísticas

Temporadas em que atuou: 22
Jogos pelo Vasco: 1.110 (recorde)
Maior Artilheiro em Campeonatos Brasileiros: 190 gols
Maior Artilheiro em São Januário: 184 gols

Gols Marcados
Em Clubes e na Seleção
Vasco da Gama: 708 gols
Seleção Brasileira: 26 gols
Barcelona: 3 gols
Portuguesa: 11 gols
Amistosos: 36 gols
Total: 784 gols na carreira

Portanto, o esporte brasileiro deve muitíssimo a Roberto Dinamite, profissional exemplar que deu grandes alegrias às torcidas vascaína e brasileira. Eu, particularmente, tenho absoluta certeza que Roberto continuará lutando pelo engrandecimento do esporte do Rio de Janeiro e do Brasil.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 29/08/2007
Código do texto: T629447
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 57 anos
793 textos (138314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:34)
Enzo Carlo Barrocco