Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um amor para ser lembrado

Foi tudo muito intenso no começo.
Correspondíamos todos os dias.
Dávamos um jeito de estarmos juntos.
De respirar o mesmo ar.
Eu o via e ele abria um sorriso.
Me derretia, lógico.
Sempre perfumado, me chamando de bonitão.
Me deu até um apelido,
Moreno,o moreno de seus sonhos.
Peludo do jeito que ele gostava.

Não demorou muito pra estarmos morando juntos.
Eu nunca havia "casado",
pra mim era tudo muito novo.
Dormir juntos, abraçados,
sentir suas mãos tocando em minha barriga,
ouvir ofegando em minhas costas.
Acordar ouvindo o chuveiro ligado.
Eu continuava dormindo...
Antes de ir, ele me beijava e desejava um bom dia.
O amor modifica a rotina,muda o ânimo para melhor.
Eu sabia que ele pensava em mim.
Não tinha como não estar ligado, tínhamos acabado de fazer amor.
Sentia seu corpo vibrando junto ao meu.
Pela primeira vez estava chamando alguém:
- Amor.

Eu não sei quando, mas minha rotina mudou drasticamente.
Como se fosse uma compensação, sei lá,
eu queria estar ali, sempre ao lado.
Vivi tudo o que ele gostava de fazer,
me entreguei.Tolo rapaz fui, apaixonado, esqueceu de si.
Não tenho vergonha de assumir o quão bom foi se entregar.
Nunca havia vivido e
Chorei, esperneie, gritei, amei, dramatizei como um apaixonado faz.
E no fim, quando realmente me dei conta que estava só, parecia que ia morrer.Aquele vazio me consumia demais. Não havia sequer um remédio pra aliviar.A não ser a paciência que um dia eu ficaria bem.
Foi para bem longe e não o vi mais.
Trouxe uma lembrança.
E eu tenho várias lembranças...
"E então é isso.
Apenas como você disse que deveria ser.
Nós dois vamos esquecer a brisa"
O Construtor
Enviado por O Construtor em 05/12/2007
Reeditado em 06/12/2007
Código do texto: T766165
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Construtor
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
38 textos (2249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 03:44)
O Construtor