Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Muito obrigado Alexander Graham Bell!

Declaramos nosso amor, matamos saudades, fechamos negócios, recebemos e damos informações, fazemos amigos, acessamos a internet...

 Para dar prosseguimento em nossa série sobre as conquistas da humanidade, falaremos hoje sobre o telefone.
Amigo leitor, imagine-se nos dias de hoje sem o telefone, ou mesmo, sem o simpático orelhão?

Quanta facilidade nos proporciona essa maravilha, quanta comodidade, quantas oportunidades de aprendizado?

Eivados pelo pessimismo muitas vezes deixamos de agradecer essas dádivas que facilitam nossa existência.

Palmas para Alexander Graham Bell (1.847 – 1.922)  – o inventor do telefone.
Nascido em Edimburgo, Escócia, teve apenas o estudo formal, todavia, bem educado pela família não se limitou a inércia e procurou sempre desenvolver-se.
Em 1.871, mudou-se para Boston, Estado de Massachussetts E.U.A, onde em 1.875 fez as descobertas que o levaram a invenção do telefone.
Bell, enriqueceu-se através de sua invenção, porém, não abandonou as pesquisas e inventou mais alguns aparelhos de menor importância, todavia, sua maior preocupação era a de auxiliar os surdos, inclusive, sua esposa era uma jovem surda de quem Bell fora professor.
Juntos, tiveram dois filhos e duas filhas, os meninos morreram ainda crianças. Em 1.882, Bell tornou-se cidadão americano e morreu em 1.922.

Um fato pitoresco faz parte da história da invenção do telefone, em Fevereiro de 1.876, Bell fez o requerimento de  patente do aparelho que fora concedida semanas mais tarde, e no mesmo dia, apenas algumas horas mais tarde,  um homem chamado Elisha Gray fez o requerimento para patente  de aparelho semelhante.

Se Bell houvesse deixado para patentear sua descoberta no outro dia, provavelmente não seria o seu nome que apareceria  na história da humanidade,  mas sim o de Elisha Gray.

Portanto, eis uma prova na prática do que já sabemos na teoria: Não deixemos para depois o que nos compete fazer agora!

Sem dúvida o telefone é mais uma das grandes conquistas da humanidade, por isso:

Muito obrigado Alexander Graham Bell!






Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 05/01/2006
Código do texto: T94772
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 41 anos
364 textos (103971 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:21)
Wellington Balbo