Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reviravoltas

A vida dá voltas... Ah, como dá!
A vida me fez provar de um novo sentimento,
E por uma confusão de pensamentos...

Voltei a te ver, voltei a ver os seus olhos...
Aconteceu o que a tempos atrás eu daria a minha vida pra que acontecesse.
E o destino me pós cara a cara com você,
Eu deixei que a vida cuidasse daquele momento,
E ela se encarregou de fazer tudo muito bem...
Voltei a ver o homem, que eu mais amei, em toda minha vida.

Ah, Luís, acho que em outras épocas eu estaria morrendo agora,
Só pelo fato de ter voltado a te ver...

No mesmo lugar em que te conheci, no mesmo lugar que me apaixonei,
No mesmo lugar que você passou a morar dentro de mim.
Um mar de sentimentos se debateu dentro de mim naquele momento.
Mais eu não estava sozinha, e eu sei se de alguma forma isso afetou você
O que você esperava, que eu ficaria a vida toda a te esperar...
Você achou que todas as vezes que me encontraria eu cairia aos seus pés?
Não!
Essa noite eu me realizei!
Essa noite eu lavei a minha alma!
Eu mostrei pra você que eu posso sim, conhecer outras pessoas.
Eu te mostrei que você não é insubstituível...
Eu te mostrei que pra eu estar feliz, eu não preciso estar com você.

Eu mentiria se eu negasse que em alguns momentos, meu coração, pulava dentro do peito...
E que em outros, eu queira, olhar pra você e dizer eu ainda te quero.
Mais não! Eu não poderia admitir isso depois de tanto tempo.
Depois de tanto te esperar,
Mesmo que meu coração pedisse, pra te dizer, tudo que esse tempo todo tava guardado dentro de mim,
Te dizer, vamos começar tudo de novo, e esquecer de quem de nós errou.
Mais, não sei...
Por um momento, meu orgulho disse, Pare
Minha dignidade gritou alto, mais alto que minha voz,
E eu só conseguir dizer um "oi"!
Você perdeu a graça desviou os olhos dos meus,
Deu-me um leve beijo no rosto e se foi!
É... Acho que eu queria que você dissesse pra mim, tudo aquilo, que eu queira te dizer!
Eu não esperava que você se calasse,
Talvez o seu orgulho, também não o tenha deixado.

Eu queria muito entender, o que se passou com você no exato momento que,
Nossos olhares se cruzaram....
Será que você se magoou? Acho que você não tem tantos sentimentos assim!
E se magoou, não foi nada, perante a dor que senti.
Será que você sentiu raiva, ao me ver com outra pessoa....
Sentiu saudade...
Será que afloraram desejos dentro de ti?
Não sei, e acho que nunca vou saber.
Será que em algum momento, bateu arrependimento?
Por não ter me dado o devido valor...
Ah Luís! Vou levar sua fisionomia comigo, ela vai ajudar-me reerguer.
Eu sei que foi um choque pra você.
Você não esperava me ver feliz....
Você se acostumou a me ver sozinha e esperando por uma migalha de sua atenção e Principalmente esperando por você.

O destino fez a parte dele e tudo se arquitetou de forma tão perfeita...
Eu nunca teria planejado igual.
Agora só resta eu, fazer a minha parte, terminar o que eu comecei...
Eu sei que a jornada é longa, o caminho é difícil, mais eu vou tirar,
Todos os vestígios, seus de dentro de mim, vou tirar tudo que ficou de você em mim...

Que belo presente o destino me deu.
A visão que você vai levar minha é essa, bem, feliz e sem você.
A visão que fez você perder a graça, e até as palavras,
Mesmo que por dentro eu não estivesse tão bem assim,
Mais isso você não precisa saber.
Aryana
Enviado por Aryana em 21/01/2006
Reeditado em 23/01/2006
Código do texto: T101900
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aryana
Salvador - Bahia - Brasil, 32 anos
30 textos (53278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:49)