Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Guarde boas lembranças

Querida Vera, sei que boas lembranças devem ser muito bem guardadas. Quando li o seu texto " distraídos", lembrei de um " causo" que aconteceu conosco. Voce lembra, quando erámos estagiárias que  nos confundimos um Juiz com um doido, e depois passamos a audiencia com a cara enfiada dentro do livro, pois queriamos rir o tempo todo? lembra? Lembra que do que eu falei do terno de linho branco dele? Escreva sobre isto. Beijos. Marta!

Estou, hoje dia 31 de janeiro, reeditando o presente texto. Como sou novata no recanto, ainda não entendi direito as regras do jogo, e, utilizei o espaço das cartas para localizar minha grande e melhor amiga, a Vera, que também escreve neste site.

Diante de vinte e nove leituras, de um texto cuja a única atração foi o título, resolvi dedica-lo a todos que o lerem  a partir da presente data.

Quem não quer guardar boas lembranças, como esta que eu e Vera vivenciamos? Quem não quer ter dias bons, e sempre mantê-los  na memória, e poder lembrarmos, principalmente em dias de chuva?

Devemos reter o máximo as nossas boas recordações, pois dias de chuva sempre virão.

Mas para ser ter boas lembranças, devemos cultivar os bons momentos, e tentar perpetuá-los em nossas vidas. E atualmente, não é muito fácil.

Mas acho que todos, sem exceção, tiveram momentos como aqueles que eu e Vera tivemos, naquela tarde... é, eu lembro que foi em uma tarde.

Alguém comentará que quando se tem dezoito anos, torna-se mais fácil se divertir e ser feliz.

Não penso assim. Ser feliz é um estado de espírito,e está ligado diretamente a nossa alma.

Podem ter certeza, não existem pessoas infelizes. Existem pessoas que ainda não se encontraram. E talvez por terem sido pouco amadas, ou por não conseguirem lembrar de dias felizes que já tiveram, pois permitiram que a mágoa invadisse e passasse a viver nas próprias almas, bloquearam  a oportunidade de vivenciarem dias melhores.
 
Aqui vão alguns conselhos para se ter boas lembranças:

Guardar  pequenos detalhes é o primeiro passo;

Estar em boa companhia também ajuda;

Tirar proveito até de situações, digamos não muito agradáveis, é uma grata experiencia;

Lembre que rir, até de si mesmo! Foi provado que  faz bem a saúde;

Lembre de fazer alguém rir com você;

Ajude alguém, lembre o quanto ela é importante, pois provavelmente alguém também precisará dela;

Observe bons exemplos;

Esqueça o que as pessoas ruins fazem, não vale a pena recordar ofensas ou mágoas;

Aprenda a perdoar. E quando lembrar de alguma ofensa, apenas lembre, mas não guarde a dor;

Quando conversar com alguém, a abençõe contando de coisas boas que aconteceram com você. Lembre a ela que coisas boas também podem acontecer com a mesma;

Fale de Deus para quem você ama;

Se você não crer ainda em Deus, permita que alguém fale dele para você. Você não é obrigado a acreditar, e, não faz mal escutar;

Sempre que puder, telefone ou mande um e - mail, para um amigo.

Se você leu esse texto até o final, tenha certeza, por um a dois minutos, dividimos um momento feliz de minha adolescência, e você certamente lembrou também de uma tarde feliz que teve em sua vida.

Beijos a todos do recanto.



marta cruz de lima
Enviado por marta cruz de lima em 28/01/2006
Reeditado em 31/01/2006
Código do texto: T105181
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marta cruz de lima
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 55 anos
9 textos (1273 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:22)
marta cruz de lima