Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta ao meu amado

Escrevo-te assim estas linhas que querem alcançar... sair do coração, para demonstrar esse amor que vaza de mim...
Amado que és, e que sinto tão meu, lembrando e pensando nos acidentes  que me alcançaram no passado...e sentindo hoje este bem de ternura em meu peito aconchegado...
Lembrando tudo que já vivi até aqui, dos amores, das esperanças, das dores, alegrias, lembranças transformadas na amargura de um tempo que apesar de não voltar...em meu coração fez ficar que um novo e verdadeiro amor...não era mais possível alcançar...
Quantos tombos podem transformar uma vida, torna-la sem esperanças de novamente sentir um coração forte pulsar, meu coração...
Meu amado querido, meu coração que vos fala...batia sem a intensidade...intensidade que se perdeu...e que por mim forçosamente a fiz esquecida, fiz com que a intensidade desta força que sempre tive para amar, adormecesse...minha intenção certeira e decisiva... deixa-la em sono profundo, não mais desejava acorda-la...minhas forças estariam apenas se focando na magnanimidade da vida...de forma geral e absoluta...amar sim, dedicando-se a todos e quantos cruzassem minha estrada ! Amar simplesmente, como pedi nosso irmão Jesus...amar uns aos outros...
Insistente eu fui, dobrando e enganando um vazio que recalcitrava dentro de mim...porém com a mesma força que se luta pelo bem...lutei e lutava para expulsar a vontade de viver novamente um amor...o amor que digo, o amor de compartilhar, de aconchego, de alguém que nos acaricia, doando e dividindo...amor...entre duas pessoas somente.
Para a minha vida...não esperava e nem contava com a tua triunfante chegada !
Confesso meu amado, que amor desta forma em minha vida já não contava...
Viveria o amor apenas na universalidade...
E agora, sinto minha vida ainda que tão curta...muito me ensinara até aqui...muito me preparou para te receber...longo periodo de solidão me fiz confinada, longo periodo de desilusão amarguei em choros compulsivos, sufocando por imposição todas as minhas desilusões...
Faço-me confesso...minha eterna gratidão a vida...pelas desilusões a mim concebidas, o tempo de tudo isto fez me forte, se na hora me achava vencida...hoje sinto-me imbuida de tamanha força de luta e confiança...
Tudo o que vivi até aqui...és abençoado !
Está e estavas me moldando...haveria o tempo que você chegaria...eu nem desconfiava, que chegaria...foi tudo assim sem nada planejar...
E esta força meu querido...esta força que empenhei em não mais comprometer meu frágil coração...esta força vem mais forte agora...amando-te, respeitando-te, querendo tão somente na paz, me entregar a você...dando-te a paz do meu colo, do meu aconchego, da minha ternura, do meu abraço, do meu amor, que ainda vivias dentro de mim...e você fez eu descobrir...que eu poderia amar novamente sim !
A esta descoberta que me deste, e jamais soubeste...a esta descoberta minha eterna gratidão...você me mostrou, sem saber, sem querer, sem desejar...que eu ainda tinha amor para dar...e que ainda tenho coração...para amor receber...
Meu amado querido...que bençãos de eterna e profunda gratidão alcancem teu singelo coração... anjos de amor ecoem no infinito canções, prosas, versos e poemas...para ti meu amor !
Estou nua completamente, mas não a nudez do corpo...estou sem máscaras e sem enfeites...transparente para você, o que fui, o que sou, e o que quero ser...meu amado querido...
Escrevo-te assim...mais esta carta de amor !
Buscarei...agora, um pombo para lhe entregar...

De quem te ama...

04/02/2006



Paula de Lima
Enviado por Paula de Lima em 04/02/2006
Reeditado em 01/05/2016
Código do texto: T108089
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula de Lima
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
102 textos (15464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:59)
Paula de Lima