Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passados...1

As vezes esbarro com você por aí...Janelinhas com seu nome, plaquinhas subindo ao lado direito do meu olhar...
Nossa amizade mudou muito.E tudo que mudou me fez pensar em falar, em dizer, que por um momento eu me sinto só.Largada e jogada por aí.Sem saudades de você, mas acho que você levou todos juntos com você, meus amigos, meu sorriso, meus sonhos. Já não sonho mais, nem espero mais nada, nem de você, nem de ninguém e menos ainda de mim.
Já não ouço sua voz, já não vejo o brilho dos seus olhos, e tudo isso não me vale nada, não me faz mais chorar desesperadamente achando que você foi embora sem dar tchau. Apenas estou aqui, te dizendo que ainda te vejo, meio lindo, meio embaçado, meio cheio de sonhos, e vivendo por aí. Curtindo a sua vida, como se nada do que falamos ou prometemos, ou até o que não falamos não importasse mais. Não importam, nunca importaram...Sentimentos tão belos como este devem ser esquecidos para sempre...Passados por cima com um trator bem forte.
Nada valeu a pena. Nem ganhei, nem perdi, apenas voltei ao mesmo lugar onde eu já consegui chegar. Você deve ter conseguido alguma coisa com tudo isso.Parabéns.
Nem te falo mais oi porque acho que isso não é nem dever, nem vontade. Não há mais razões para correr atrás...e você fugir. Também já não tenho razões para sofrer com a língua maldita dos outros. Estou aprendendo a viver, levando alguns tapas na cara, e dando a outra face pra ser batida. Já nem estou mais aqui pra você ler isso e ficar criticando todas essas linhas, já não estou prestando atenção se você está ou não na lista on line, nem se acabou de se logar no seu mundinho. Eu apenas estou escrevendo pra ver se tudo o que está aqui dentro saia de vez, e me deixe em paz!
Será que existiu uma amizade? Não. Tudo morreu, tudo morreu antes de nascer, pra gente só resta agora, ou sumir do mapa, ou pedir perdão. Mas eu e você somos ignorantes, não entendemos o que é pedir perdão, porque nosso orgulho nos cega.
Sinto falta apenas de algumas pessoas que por acaso não me tratam como sempre diziam. Outro tapa, em outra face, outra vez.Aprenda que as pessoas especiais, normalmente tem ações especiais...Uma delas é a metamorfose ultra-rápida de mudar os seu humor e a sua paciência. Toda aquela consideração do fundo do coração que eu disse, parece somente palavras...sempre vão parecer para você palavras...
Pra mim foi profundas declarações que por um momento, você foi alguém que me fez sorrir e sonhar. Mas nada disso me valeu a pena, nada disso foi um passado bom...Não espero mais nada, de ninguém.
Não te vejo mais falar que está ocupado ou um já volto bem grande estampado nos seus nicks...Apenas vejo você lá, esperando...Esperando o mundo acabar, esperando eu me irritar, te chingar ou falar que me arrependi...Sou como você, muito orgulhosa, muito desentedida.
Pucca
Enviado por Pucca em 18/03/2006
Código do texto: T125103
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pucca
Osasco - São Paulo - Brasil, 27 anos
9 textos (3945 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:25)
Pucca