Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta II

Pra voce eu não consigo mentir, a verdade é que só voce tem o dom de me desvendar, de dizer na minha cara tudo o que quer e que sabe que eu detesto ouvir, mas vindo de ti não tenho como recusar, como recusar as palavras de alguém que tanto em ama e me conhece?
Voce tem o poder de tirar minha mascara, se eu sou o teu sistema solar, então tu és meu vento, tu és meu ar...
O ar que eu respiro, o vento que sinto, que não preciso ver, mas sei que existe e esta aqui comigo.
O meu medo na verdade é que eu tenha amadurecido mais que devia...
Mas que angustia quando o telefone não toca, quando abro a caixa de mensagens e não vejo teu e male.
Essa semana senti muito sua falta.
Falta de alguém que me ama.
Que me acha a melhor mulher do mundo, não a mais perfeita, porque  voce não cansa de me dizer que não sou perfeita , mas sim a  melhor, cheia de defeitos mas a melhor...
Que acha graça das minhas crises de pretensão.
Saudade do narizinho gelado  encostando no meu rosto me desejando bom dia de manhã cedinho.
Saudade de alguém que me completa, eu sei que voce esta voltando e logo estará  aqui pertinho de mim outra vez, e eu tenho que pensar logo no que vou fazer.
Termino aqui como sempre, entregando nas mãos de Deus, nas garras do destino.
Estarei sempre aqui do seu lado, e saiba que em qualquer situação voce faz parte de mim, parte da minha vida e sempre vai fazer, porque vou te amar pra sempre, do meu jeito daquele jeitinho que tu gosta ou pelo menos entende, porque teu amor aqui é sincera né!
Um beijo daqueles, é , desse mesmo....







Suelen Mônaco
Enviado por Suelen Mônaco em 18/07/2006
Reeditado em 16/11/2006
Código do texto: T196321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suelen Mônaco
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 34 anos
82 textos (10745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:54)
Suelen Mônaco