Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem me dera!

Quem me dera acariciar alguns dos meus poucos instantes
 Com a tua presença e encarcerada a timidez abrirmos as
Portas a vontade do ser, esquecer os problemas sem preocupar-se
Com o certo ou errado, brincar, e sorrir, e cantar pelo o instante
Que existe e nos faz crescer, crescer pelo encanto, pela sintonia
Enquanto comuns, opostos, envolvidos pela busca de se encontrar
Na doce perda da realização dos nossos desejos

Quem me dera a sensação de que estive ao seu lado 1, 2, ou 3
Vezes e no orgulho oceânico afogar-me porque tenho um sorriso
Que a cada desabrochar expressa uma linda flor, porque tenho um
Olhar feito poesia significando um mundo de certezas e duvidas,
Conflito e paz...,  porque sinto você em todas as suas formas
Em todos os seus verbos.
 
   Quem me dera descobrir teus adjetivos e abraça-los em caricias
Desvendar as pétalas do teu ser e fazer amor, acolher teus defeitos
Espantar tua tristeza, trazer-lhe carinho, cuidado...
   
  Quem me dera, você!..
Marcos Rosa
Enviado por Marcos Rosa em 26/08/2006
Código do texto: T225803
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Rosa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 35 anos
109 textos (3198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:54)
Marcos Rosa