Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

descompensar

Não sei o que escrevo
lembro a gata correndo atras do próprio rabo
e me fazendo rir
sinto meu lado viril e fujo dele
quero teu beijo , seu gostar é o estopim
mergulho na sua paz

a vida me chama pra luta
a tarde vem ensolarada
nunca saberemos o querer
na porta daquele baile

a mulher das costas nuas
colocando os pés
no cimento ainda molhado
daquela laje
os sapatos de salto
ela leva nas mãos e simplesmente sorri

nada é muito sério na vida
nem aquele telefonema
o giro do mundo
é o que nos tira da reta certa,
do perfeito, do que guardo de ti.






rogerio
Enviado por rogerio em 22/09/2006
Código do texto: T246659
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rogerio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
11 textos (744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:54)