Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para uma mãe fictícia...

 Eu sei que não sou perfeito, mas não é por acaso que hoje estou assim. Você me mata de ódio aos poucos, e eu não sei por você me trata tão mal. Tento te entender, mas não dá, não sei porque; Todas aquelas coisas que não tive coragem de te falar, de repente se libertam através de discuções . Mãe, ouça o meu coração, você já foi melhor comigo. Hoje parece que me detesta, mas não me importo com seus sentimentos. Deito em minha cama, durmo e sonho com você me maltratando, nem nos meus sonhos você pode me amar. Diz porque mamãe, não sou bom o suficiente para você?? Não sou  não é! Eu já sabia, não queria que isso fizesse parte do meu destino, mas não posso escolher os meus caminhos. Agora mamãe, entrego-me a morte, não chora, pelo menos agora, entenda que não vale à pena. não estou com medo mamãe, fui morar com os anjos, pelo menos é isto que eu espero. Veja mamãe estou chorando, e meus punhos estão cortados, sei que não sou inocente, acredite, você não vai me entender, acabou, o sonho acabou mamãe, e dessa vez seu que será para sempre. Eu acredito que você gostaria que tudo fosse diferente, mas deixa, já não me importo, você me dá as costas toda vez que preciso de você, e isso fere minha alma. As vezes gostaria que você não me tratasse com tanta indiferença e que ainda sim você amasse da mesma forma que você amava quando eu era só uma criança.
   Mamãe estou partindo para o universo sem fim, por favor não grite mais comigo, não me force a fugir de novo, mão se esconda de mim, me dê a mão mamãe, se me ama não me deixe morrer, segure-me, me puxe desse poço, por favor mamãe me puxe, não me deixe por favor, socorro... Mamãe por que me deixou de novo? Estou sozinho, você me soltou mamãe, tirou minha vida outra vez, e hoje faço parte dos teus pesadêlos, estou largada naquele mesmo absmo onde você soltou minha mão e me matou. Mas eu estarei para topo o sempre nos seus sonhos envolvido na tua dor pela perda, e pela sua inconsequência de me amar. Talvez você se arrependa por ter me abandonado, mas acredite, eu nunca vou te perdoar por isso!

                                 Adeus!!

Ass:. Anjo...

Obs: Deixe comentário! =^v^=
Leonardo Sammy
Enviado por Leonardo Sammy em 27/09/2006
Código do texto: T250896

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Sammy
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 28 anos
83 textos (4896 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:54)
Leonardo Sammy