Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não te esqueças...

     Gostaria de lembrar o tempo em que os nossos momentos eram eternos, mas na lucidez de pensamento passadista recordo que não o vivemos em sua magnitude. Fora ilusão?
     Os teus braços me envolviam com volúpia incontrolável e os teus loucos beijos me devoravam os parcos lábios úmidos que te oferecia em troca francamente desfavorável.
     Cada nosso destino – em particular – simbolizava nossas emoções, e estas rastejavam, como najas em fuga, na direção de minhas cálidas canções.
     Imaginei teu corpo e idealizei nossos símbolos românticos: o som, o vento, o sol, tempo... e descobri que começam agora a materializar-se pelo espírito.
     Desejo ardentemente viver a certeza desse instante e acreditar que amanhã, o passado de há pouco, será o presente doado ao amor.
     Quero que sintas minha plenitude, para que eu possa te doar o que me resta de mais importante: todo o meu amor!

                                                                                  Eternamente
                                                                                               Nel
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 23/06/2005
Código do texto: T26998

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351741 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:03)
Nel de Moraes