Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*** MONÓLOGO DO ESPELHO ***

DIANTE DO ESPELHO... VEJO-ME REFLETIDO,
ENCONTRO UMA FACE ABATIDA,
E NAS PROFUNDEZAS DE UM OLHAR DESCUBRO-ME CANSADO,
ESGOTADO, CONSUMIDO POR UM SENTIMENTO QUE NUNCA COMPREENDI.
ENCONTRO NO ESPELHO... UM ROSTO MARCADO,
POR LÁGRIMAS, QUE O TEMPO SECOU.
MAS QUE DEIXARAM CICATRIZES NO CORAÇÃO...
QUERIA DIZER QUE NÃO GOSTO DE VOCÊ...
MAS ESTARIA MENTINDO PARA NÓS,
E PARA TODOS QUE CONHECEM MINHA ESTÓRIA.
DIANTE DO ESPELHO RECONHEÇO QUE PERDI MUITO TEMPO,
TENTANDO PROVAR-LHE MEU AMOR...
TENTANDO FAZER-LHE ACREDITAR EM MEU AMOR...
TENTANDO SER EM SUA VIDA ALGO QUE AGORA SEI QUE NÃO DESEJAVA... QUE NUNCA PERMITIRIA VIVER OU SENTIR.
MAS ERREI, QUANDO PERMITIR-ME ESTAR PRÓXIMO DEMAIS...
QUANDO DEIXEI-ME CORROMPER POR UM SENTIMENTO,
QUE NADA SIGNIFICAVA PARA VOCÊ,
E QUE NUNCA SIGNIFICARIA.
DIANTE DO ESPELHO... VEJO REFLETIDO UM ROSTO,
ONDE OLHOS SOMBRIOS ESCONDEM UMA DOR,
QUE FLORESCE NO CORAÇÃO E CORROMPE A ALMA.
E DO SENTIMENTO HOJE RESTA-ME APENAS FRAGMENTOS...
DE UM SONHO... DE UM DESEJO... DE UM SER...
QUE UM DIA FORA UM HOMEM,
MAS QUE DIANTE DE VOCÊ ERA APENAS UM MENINO.
NÃO POSSO AFIRMAR QUE NÃO TE AMO...
MAS ESSE SENTIMENTO É COMO UMA MOEDA,
QUE POSSUI UMA OUTRA FACE.
SEI QUE VOCÊ SABE QUE AINDA TE AMO...
QUE BASTARIA UM GESTO PARA QUE ESTIVESSE AO SEU PÉS,
MAS TENHO UMA SURPRESA PARA VOCÊ:
TENHO QUE DIZER-LHE QUE MESMO QUE AINDA AME VOCÊ...
QUE AINDA TE QUERO EM MINHA VIDA...
JÁ NÃO QUERO CONTINUAR SOB SUA INFLUÊNCIA,
E A DISTÂNCIA QUE EXISTE PERMITI-ME CURAR DESSE MAL,
DESSA FALTA DE AMOR PRÓPRIO,
QUE CEGOU-ME COMPLETAMENTE.
QUE FEZ-ME ACREDITAR QUE O QUE DESEJAVA ERA ESTAR AO SEU LADO, NÃO IMPORTANDO QUAL PREÇO HOUVESSE QUE PAGAR PARA QUE ISSO VIESSE A TORNAR-SE REALIDADE...
HOJE... CONSCIENTE DE TODO MAL,
EXORCISO MEUS FANTASMAS E MEDOS...
TORNO-ME SENHOR DE MIM,
E PROCURO UM NOVO CAMINHO.
QUALQUER CAMINHO QUE LEVE-ME PARA BEM LONGE DE TI...
POR QUE SEPULTO UM SENTIMENTO QUE NUNCA MERECEU,
E QUE NUNCA SERÁ CAPAZ DE COMPREENDER SEU VALOR.
HOJE, DIANTE DO ESPELHO...
ENXUGO AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS QUE PODERIA IMAGIMAR SER CAPAZ DE DERRAMAR POR VOCÊ,
QUE SELAM MINHA ESTÓRIA...
MAS A VIDA CONTINUA.
E VIVENDO UM DIA DE CADA VEZ É QUE SEREI CAPAZ DE ESQUECER TODA DOR E SOFRIMENTO,
QUE NUNCA PODERIA IMAGINAR SENTIR.
MAGNUM
Enviado por MAGNUM em 28/10/2006
Código do texto: T276246

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MAGNUM
Estados Unidos
43 textos (7409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:17)
MAGNUM