Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quero ser livre. Livre de verdade

Não agüento.......Não sei até quando serei presa em mim mesma, nos meus sonhos, nos meus objetivos, nos meus desejos......Sinto o gosto da liberdade somente quando meus pais não estão em casa. Aí eu saio, me divirto sem horário de volta. Falo com todos, todos lembram de mim.Quando eles chegam. Pronto. Eles me repreendem, eu pouco saio, meus amigos somem. Não que eles me prendam, mas eles me podam, me deixam sem graça, sem palavras. Perto deles tenho vergonha de ser eu , de falar o que penso, de contar os meus sonhos. De confiar. Sei que eles deveriam ser meus amigos. Mas eles cumprem bem o papel de pais. Me dão assistência, carinho. Mas como amigos, me criticam, se escandalizam, não estão comigo quando preciso. Sei que erro, que tenho pensamentos ultra-modernos, mas me dedico de alguma forma.E nada. Tudo que consigo são momentos de histeria, de palavras pesadas. Me limito a ver somente o meu lado negro e para ouvir algo bom a meu respeito tenho que eu mesma me elogiar para ouvir alguém concordando.
Não agüento.......Tantos momentos como os que estou vivendo nos últimos tempos. Confusos como filha, como estudante, como estagiária, como namorada, como irmã. E sigo fiel à meus pensamentos, a meus ideais. Não consigo contar para as pessoas em quem deveria depositar tudo. Mas confio. Confio que tudo será melhor. Que tudo um dia será esclarecido e vivido de maneira bonita e da maneira que nós três merecemos. Eu , meus pais, um dia seremos.Enfim, pai- mãe e filha. Simplesmente pelo fato de sermos tudo isso de berço. De vida. De amor....Farei a minha parte.
Kukla
Enviado por Kukla em 30/10/2006
Código do texto: T277545
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kukla
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 32 anos
37 textos (2314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:00)