Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

8 - duetos

O antes e o depois, o agora..., quando não é goro.

Antes
Acho que todos nascem poetas e ninguém nasce a saber escrever, achando ser este um achado que me dá para achar todos os achados: ir do singular ao plural e voltar!
Posto isto, vou dormir.
Depois 02.11.06
Ainda à dois dias, há dois dias atrás, escrevi 10 e era Outubro, agora escrevo 11 e é Novembro. Preparo-me para NOVEMBRO À UM ANO 
http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/279648 

A contas com estas contas, faz de contas: já fechei os olhos e adormeci, dentro de...

MOMENTOS

onde o que escrevo
é o que faço
a tempo

acontece e passa
a ficar a

contas com o tempo!
Assim

Querida Mim,
Antes de desligar o PC escrevi, depois de desligar o PC escrevi: Antes & Depois.
Depois é sempre... «é para amanhã», António Variações (Yahoo, Google, Sapo, etc...)

Ant_es... 

http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=219614

De_pois...

Moreno
Morena
Efigênia Coutinho
Francisco Coimbra

Nesta tua escultura risonha onde
teu corpo me toca só de te olhar
falas dos teus sonhos e desejos
em meus devaneios num abraço
sendo motivo de meus anseios
dançamos passos de imaginação
vou acabar me deixando apaixonar!

Essa mistura dos teus dengos nu
encontro da sedução nua e pura
enleio são momentos infindáveis
à poesia entrego-me versos faço
quando chegas leva longe demais
o prazer me toca em sensação.!.
desejando ficar dentro estas horas!

Busca meu pensamento sendo
um sexo pleno com seu desejo
um sentimento risonho... Sonhar
a percorrer o nó pelo seu laço
me iludir neste porvir de te Amar!
onde desato em vida fantasia(!)
Moreno, busca meus sentimentos!!

Levo meus sonhos pelo vento
cântico de sons físicos os ais...
e esperanças iludir-me prazerosa.
unindo toda-escrita nu traço...
Não sendo rosa, fica o arrebol...
verdejante de pujança.!. alicia
Dum Futuro poder viver Sonhar....
a fértil esperança como dança

Novembro 2006/ Novembro 2006
Balenário Camboriú/ Ponta Delgada

Efi/F

Moreno
Efigênia Coutinho

Nesta tua escultura risonha onde
falas dos teus sonhos e desejos
sendo motivo de meus anseios
vou acabar me deixando apaixonar!

Essa mistura dos teus dengos nu
enleio são momentos infindáveis
quando chegas leva longe demais
desejando ficar dentro estas horas!

Busca meu pensamento sendo
um sentimento risonho... Sonhar
me iludir neste porvir de te Amar!
Moreno, busca meus sentimentos!!

Levo meus sonhos pelo vento
de esperanças a iludir-me prazerosa.
Não sendo rosa, fica o arrebol...
Dum Futuro poder viver Sonhar....

Novembro 2006
Balenário Camboriú

Efi

Morena
Francisco Coimbra

teu corpo me toca só de te olhar
em meus devaneios num abraço
dançamos passos de imaginação

encontro da sedução nua e pura
à poesia entrego-me versos faço
o prazer me toca em sensação.!.

um sexo pleno com seu desejo
a percorrer o nó pelo seu laço
onde desato em vida fantasia(!)

cântico de sons físicos os ais...
unindo toda-escrita nu traço...
verdejante de pujança.!. alicia

a fértil esperança como dança

Novembro 2006
Ponta Delgada


{Conti_nua acção...
http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=278543}

Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 03/11/2006
Reeditado em 03/11/2006
Código do texto: T281407
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310487 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:32)
Francisco Coimbra