CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Cartas para a mulher amada

Linda, quantas vezes falei mal de você,
sem saber que era você que que eu mais amava;
Querida, quantas vezes fui injusto contigo,
sem saber so seu amor em silencio para comigo;
Amada minha, senhora do meu ser,
quantas vezes chorei sozinho,
sem saber que longe choravas também, pensando em mim.

Quantas vezes minhas noites foram regadas de lágrimas e música triste,
sem saber que no futuro, voce secaria minhas lágrimas com seus beijos,
e me daria o sorriso mais lindo que existe.
Eu não posso falar o quanto voce passou para ficar comigo,
pois para cada um de nós o destino marcou uma dança diferente,
sendo que no final do baile, nós ficamos juntos.

Me sinto leve e completo,
quando sinto voce comigo,
Me sinto o mais felizardo dos mortais,
pois é para mim seu sorriso, seu pensamento e tudo o mais.

Na lua, na rua,
no céu, no trabalho,
onde quer que eu ande,
pensar em voce é constante,
e isso me dá força para encarar,
tudo que vem pela frente.


Sofremos muito separados,
a todo instante havia um problema,
agora estamos juntos,
devemos nos abraçar e tudo enfrentar,
pois um dará forças ao outro.

Não posso te ver triste,
me dá um dor tão forte no peito,
eu só queria te dar a mais bela vida,
te ver sempre sorrindo,
te dar um beijo a cada respirar,
te abraçar e te proteger de tudo que te faz sofrer.

Te adoro minha linda.
Ivair Antonio Gomes
Enviado por Ivair Antonio Gomes em 26/06/2011
Código do texto: T3058797

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o email xstranho@pop.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Ivair Antonio Gomes
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 45 anos
177 textos (81727 leituras)
8 áudios (23820 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/08/14 06:58)