Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades

Depois de um tempo deitada,trancada juntamente com a melancolia e a saudade que ficou de quem me deixou parada no tempo,percebi que a unica solução seria levantar-me e sair em busca de felicidades.Assim,decidi que o melhor seria escrever esta carta e dizer o quanto eu tenho lutado para continuar sendo perfeita aos olhos de quem feri com palavras e atitudes egoístas.
Estou sentada em minha sala vazia e fria.Lá fora sopra um vento frio e seco,algo fora do normal por estarmos no mês de setembro.Ainda sinto seu cheiro de fruta cítrica,meu coração continua vagando pelas ruas,e a cada olhar ligeiro sinto sua falta.
Permaneço calada e sem nenhuma vontade de sair de casa,mas depois de um tempo trancada,acabei decidindo que seria melhor viver cada dia como se fosse o último,porque único,sei perfeitamente que é e sempre será.
Sentindo o frio entrar pela vidraça que continua aberta,percebo que sua voz de homem rude e inconstante ainda ecoa dentro do meu peito congelado por sua falta de compreensão e carinho.Estou só e continuarei esperando por seu amor.E caso você não retorne à minha vida,quero que saiba que eu te perdoei,mesmo sabendo o quanto você deseja ver-me morta e abandonada.
Adeus!!!Não parti ainda,mas amanhã sairei em busca de um novo amor para matar a saudades que sinto de você.
Emanuelle Henrique
Enviado por Emanuelle Henrique em 14/09/2005
Código do texto: T50468
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Emanuelle Henrique
Rondonópolis - Mato Grosso - Brasil
5 textos (774 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:15)
Emanuelle Henrique