Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor....

Á você a razão do meu viver,

  Começo essa carta com palavras simples, que ao longo podem parecer para você complicadas, pois você nunca as devem ter conhecido,visto ou quem sabe até exprementá-las.Vou terminar com pedidos sinceros, cons elhos amigos e revelações supreendentes, que eu pensei que iria guardá-las para todo o sempre.
  Antes de ler  não ache que essa carta é cheia de baboseiras, sentimelntalidades,mais pense que é a realidade, que é o que um ser-humano insignifivcante ou não, pode fazer , até com um"Oi", pode fazer um outro alguém sofrer.
  Você brincou comigo e é o que estão fazendo com você, sinta do seu proprio veneno, o do qual você me envenenou... O AMOR.
  Pode parecer uma palavra pequena, um sentimente que nem se pode ver, nunca faria mal a ninguém, mais os danos causados são maiores do que cientistas possam explicar, do que alguém possa falar.Só quem provou esse veneno sabe a dor que é , e os sintomas que são os seguntes:
Você não dorme
Você não come
Você não presta atenção
Mais um sintoma muito importate é o seguinte:
Você NÃO PENSA!
   Para ser mais exata você só pensa em uma coisa encontrar o antídoto desse veneno, cujo o qual é a felicidade, que só existi com aquele que te envenenou.
   Cuidado!Não deixe ser envenenado, por que as vezes o veneno pode ser muitooo pior que o normal, o veneno é o veneno da ilusão, é o veneno que tú bebes para matar outros, para machcar outros.Cuidado com aqueles que carregam esse veneno e procure , sim, o veneno que te possa trazer o antídoto até você ,e que depois de um tempo esse antídoto possa ser cada vez mais e mais maravilhoso, procure aquele veneno que te faça feliz nas horas erradas e sofrer nas horas certas e te dar apoio, carinho e amor, mesmo que o mundo acabe.De todos os venenos só tem um que eu te possa garantir....o meu.
  Agora vai o último paragráfo,com uma outra revelação....Eu sou uma IDIOTA, pois fui me apaixonar por uma pessoa que me envenenou, e esse alguém, é você a razão do meu viver, que tal qual não pode me dar o antídoto.
MandiihH
Enviado por MandiihH em 27/08/2007
Reeditado em 27/08/2007
Código do texto: T626413
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MandiihH
São Paulo - São Paulo - Brasil
9 textos (887 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:37)