Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não quero mais nada, nem flores, nem telefonemas; não quero mais te ver rondando a minha vida.
Estou tãofarto de você que não exitaria em te apagar; dos meus dias, que você deixou sem vida, me tirando até mesmo, o meu direito de amar.
Talqual erva daninha secou meu mundo e sugou todo o sumo do meu coração. Diga-me, o que você é então?
Deus, certamente não pode ser responsável pela sua criação, e o Diabo, esse não te acolheria jamais, com medo de também se encantar.
Ora, ora, será que finalmente chegou o momento de você ficar sozinha? Penso mesmo que não; não é do seu feitio deixar de maltratar alguém. Foi assim no passado, foi também comigo, e com certeza tens algo em vista. Outro mal, a outro Ser.
uma coisa é certa; ainda não consigui deixar de pensar em VOCÊ!
TalvezTE AME!
O Guardião
Enviado por O Guardião em 06/09/2007
Reeditado em 05/09/2008
Código do texto: T640745
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
364 textos (34559 leituras)
13 áudios (2412 audições)
2 e-livros (1991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 12:16)
O Guardião