Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aconteceu

Desculpas , por estar assim tão indeciso !!!pra mim é como se eu pulasse de um prédio e caissse em cima de você, onde nós dois sairiamos machucados. Era  imcomprensivél o que eu fazia tão derrepente , ter que escolher entre morrer e perder a vida, é como se minha alma viajasse pelo espaço a procura de compania , como um passarinho louco pra sair da gaiola e querer voar. É estranho como as coisas acontecem otem eu não tinha nada, hoje sinto um enorme peso nas costas. Apagaram a luz do palco e me deixarm sozinho, num mundarão onde não sei  que fazer muito menos o que falar, mas eu tenho sede de paixão falo, falo , mesmo que não entedam nada , eu continuo falando até encontar a certeza tão procurada.Eu não queria me apaixonar, mas foi inevitavél não olhar para aqueles olhos e não sentir vontade de beijar aquela boca,sentir os lábios junto ao meu, um beijo suave e inesquecivél, foi então que parecia que eu tinha mel, as abelhas vieram correndo atras de mim, e me lamberam todo, sem uma minima inteção de derrubar, o castelo que a pouco tempo tinha acabado de construir, começei a me sentir mau, e pra não ficar com aquelas marcas que não queria, me joguei no mar, e tomei um banho de água fria e salgada... acabava então de influenciar todos os seres do mar a sentir a minha falta.
Fâél Roccha
Enviado por Fâél Roccha em 14/09/2007
Reeditado em 04/05/2009
Código do texto: T652511

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fâél Roccha
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 27 anos
28 textos (2287 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:09)
Fâél Roccha