Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O dia que te conheci

       Não me lembro quando comecei a te amar, nem quando me dei conta que você tinha sido um presente de Deus.
       Eu lembro do primeiro dia que te conheci, você pegou minha mão e colocou no seu peito...foi tão lindo e ao mesmo tempo tão assustador, naquele momento, eu confesso que nunca imaginava que estaria com você hoje.
       Eu estava sozinha, afogada em minha angústia, em minhas dúvidas e em meus desenganos, sem rumo para seguir, mas com uma vontade dentro de mim de ir em busca de uma realização que há muito tempo eu precisava. Eu tinha que fazer algo para mim; foi ai que decidi fazer um curso relacionado ao meu trabalho, isso me deu ânimo, pois sabia que além de enriquecer mais um pouco minhas habilidades, eu iria conhecer pessoas novas, e eu precisava muito disso.
       Era manhã de segunda feira quando fui ao local do curso fazer minha inscrição, porém, para minha surpresa, a secretária me disse que não havia mais vagas para aquele curso, mas, mesmo não sendo tão importante assim para mim, eu sentia que eu deveria fazê-lo. A moça então, que fazia as inscrições, me falou que se alguém desistisse de alguma vaga, ela me ligaria imediatamente.
       Eu fui embora com a esperança dessa vaga.
       Já era tarde e nada da ligação, fiquei pensando, fazia tanto tempo que eu não tinha vontade de fazer nada; era trabalho, casa, dormir; todos os dias a mesma coisa e eu já estava mesmo cansada...O telefone tocou e para minha alegria era a secretária dizendo que alguém havia desistido. Eu mal podia esperar, fui novamente até o local e fiz minha inscrição.
       Quando estava saindo encontrei um amigo, parei para cumprimentá-lo e de repente aparece alguém que nunca tinha visto nessa cidade tão pequena.Meu amigo que estava á minha frente conversou rapidamente com ele, percebi que já se conheciam. Eu não me lembro de nada do que falavam, só sei que fomos apresentados normalmente. Ele pegou minha mão para cumprimentá-la, depois se despediu e foi embora.
       Voltei para o meu trabalho, onde de lá mesmo ia para o curso que aconteceria logo ao anoitecer. Veio-me na mente aquela pessoa que conhecera à tarde, mas, só conseguia lembrar do seu olhar, do jeito como ele me olhou, foi um olhar tão especial, parecia até um anjo.
       Lembro-me que era noite e eu já estava na sala onde iriam acontecer as aulas, foi quando eu o vi novamente. Ele também iria participar do curso e logo que percebeu que eu também estava lá, veio falar comigo, me cumprimentou e sentou-se em uma cadeira um pouco distante daqui eu estava.
       No intervalo saímos todos para um breve lanche. No momento de descontração aquele homem veio falar comigo.
       A cada palavra que ele me dizia, me encantava. Ele me passava uma energia, uma força, parece que estavámos nos procurando há muito tempo.
       Foram pouco minutos, mas, falamos de tantas coisas e cada momento nos surpreendiam-mos um com o outro. Parecia que nos conhecíamos á anos, mas na verdade era apenas um começo de um grande amor.
Cristina Miranda Gomes Neres
Enviado por Cristina Miranda Gomes Neres em 14/09/2007
Código do texto: T652539
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Miranda Gomes Neres
São Luís - Maranhão - Brasil, 31 anos
16 textos (1970 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 12:15)
Cristina Miranda Gomes Neres