Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta online sobre a convivência durante a greve dos correios

Não deixe conversas monossilábicas virarem a rotina de uma vida pouco atraente. Será possível explicar a razão pela qual, de uma maneira cretina transformamos nosso cotidiano em constante cobrança a ponto de romper com o desejo daquilo que provoca admiração?

Antes que me interrompa com seus olhares repressivos, declaro que não seguirei a vida sem o cheiro e gosto mais gostoso que experimentei. Saiba portanto, que não há verdade nessas palavras além do que já flui em nossas veias.

Responda-me, se precisaremos colocar anúncio nos classificados do jornal solicitando um leito para os nossos corpos desfalecerem quando ainda temos tanta vida pela frente. Pois, apesar de nossos corpos jovens, não há nada de novo quando se tenta sair do habitual cheio de atitudes artificiais.

Quando me perguntas de minhas experiências. Saiba que não conheço a fruta pela vista, mas pela textura e sabor. Mesmo uma laranja que  parece doce, no paladar pode ser tão azeda e provocar um desagradável ardor na língua.

Se existem segredos nestas palavras é porque o encontro perfeito só acontece no campo das idéias. Seguimos, não porque nossos planos são perfeitos, mas porque nossas escolhas levam a certas conseqüências e muitas vezes nos fazem entender os relacionamentos humanos como um universo de incoerências.
Brenda Marques Pena
Enviado por Brenda Marques Pena em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T657640
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Brenda Marques Pena
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
267 textos (18406 leituras)
2 áudios (268 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 10:43)
Brenda Marques Pena