Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida (By "Moçinho")

   “Primeiramente, muito obrigado pela consideração – ela é recíproca – principalmente com
 relação a um assunto tão complexo, pois tenho minhas dúvidas também. Quem não tem?!
   Espero que, o que vou expor, te ajude de alguma forma ou, pelo menos, te sirva de exemplo. Tudo depende de como você quer ver.
   Quando as coisas, principalmente as que nos fazem bem, vão nos escapando aos poucos é para que possamos ver que tantas outras estão para vir também. É a vida avançando.
    Lembranças são parte de nossa historia, sem elas seríamos como um livro em branco. E para que serve um livro em branco? Ninguém gosta de livros sem conteúdo, pois esses não lhes trás nem um tipo de informação. E de onde tirarias exemplos para novas situações apresentadas na sua vida? Da vida dos outros? Um tanto medíocre, não acha? Não deixe que sua vida seja assim, faça as pessoas perceberem o quanto de bom você tem para passar, mas para isso é preciso que carregue em si todas as lembranças.
   Eu adoro ler, tenho vários livros e já os li várias vezes – sou viciado em livros, passo horas trancado lendo – mas é preciso novas leituras para que as idéias se renovem e se completem. Já pensou se sua vida fosse feita das mesmas situações? Que tédio.
   Ah... Os erros! O que seríamos sem eles? Nos acharíamos juízes. Eles são como um “anjo da guarda” que nos mostra que devemos ter cautela em julgar as outras pessoas pelos seus erros.
   Tudo em nossa vida acontece não aleatoriamente, mas em relação ou reação de algo que fizemos ou deixamos de fazer. Lembre-se, quando lembranças são bem guardadas fica fácil identificar o motivo de certos acontecimentos em nossa vida.
   O ser humano, na sua grande maioria, pende para satisfazer suas vontades, mesmo que essas muitas vezes sejam erradas. Todavia, é preciso cautela com o que julgamos certo ou errado. Tudo depende de como se ver, lembra?
   Todo mundo quer alguma coisa, uns mais outros menos e o diferencial estará na ambição de cada um para o que se quer, mas é importante lembrar que “Ambição sem conhecimento é como um barco encravado na areia”. Então suba no barco da sua vida – e espero que esse seja bem grande e bonito – erga as velas, seus conhecimentos, e posicione o barco em favor ao vento – novos conhecimentos – e vá longe. Muito longe.
   Sentimentos – Amor, paixão... – vêem para nos completar e para que também possamos, de uma forma sincera e recíproca, doá-los. Muitas pessoas erroneamente canalizam esse(s) sentimento(s) unicamente para uma pessoa ou situações, esquecendo elas que pessoas estão passíveis de erros e quando esses acontecerem à pergunta que se faz é: Era a pessoa errada? E quando se diz respeito a situações é preciso muito cuidado, pois situações são passageiras e muitas vezes multáveis em nossas vidas. O que é preciso entender é que os sentimentos podem e devem ser compartilhados, pois podemos amar várias pessoas ao mesmo tempo. Como já vimos, sentimentos são para compartilhar. Então o amor, por exemplo, pode ser compartilhado para diversas pessoas: Pais, irmãos, amigos, namorado etc... Mas continua sendo o mesmo sentimento. O que acontece, na maioria das vezes, é a confusão que se faz em não saber separar o mesmo sentimento para pessoas diferentes e o que ele significa em cada caso. Um bom exemplo disso – talvez o mais comum – é quando a mulher ou homem canaliza todo um sentimento para uma só pessoa, namorado, por exemplo, esquecendo que ninguém é completo, daí aparece uma outra pessoa na sua vida e nos deixa transparecer algum sentimento antes não conhecido. Nesse momento a dúvida aparece, pois aquele que nos completava completamente já não é mais o único e ai é onde entra o saber separar o(s) sentimento(s) tendo em vista que cada pessoa ao nosso redor é única e trás consigo muitas coisas (sentimentos, exemplos de vida etc) que poderam ou não compartilhar conosco, por isso devemos sim, aproveitar cada pessoa ao nosso redor e saber que elas podem nos trazer amor de uma forma diferente e esse amor ser retribuído da mesma forma sem ser necessariamente uma recíproca amorosa. Agora, quando não temos certeza do que sentimos nos deixamos levar pela emoção - e isso é muito perigoso - onde situações inesperadas e indesejadas nos colocam em saia justa culminando muitas vezes em fins de relacionamentos e muito desses com uma historia belíssima; por isso aprenda a dividir os sentimentos, lembrado que não se deve medir os sentimentos pelas situações, mas sim as situações pelos sentimentos.
  Todos sobre a face da terra são um aglomerado de informações deixadas por pessoas que por aqui passaram vendo por esse ângulo, futuramente – desculpe-me informa-la – pessoas serão feitas dos aglomerado de informações que irás deixar, assim espero, também.Somos simplesmente cópias que se modificam constantemente.
  Mentir ou não?! Acho que você optou a profissão certa. Mas eu não minto, só dou, quando necessário, uma versão diferente da verdade. É, essa é a vida cheia de incertezas, mas mesmo assim, ela é maravilhosa.
  Espero ter ajudado de alguma forma. Por último um conselho: Permita-se viver sem tantos questionamentos.




Obs: Sempre soube que você seria diferente. “
___________________________xXx__________

 OBS: Estas palavras foram consequências de indigações as quais ficam subentendidas.
        Considero como uma carta as sábias palavras desse amigo que vem avolumando carinho e considerações em  mim no que diz respeito à sua pessoa. E se você, leu isto até o final, com certeza tem uma ideologia de vida ou está a busca da sua, e portanto, eu o/a considero DIFERENTE, e creio que este meu amigo, também!
         Ao aliado: sucesso cara! A todos: A vida
         xD
         To comteplate: "More is worth a horrible end than endless horror"
                               As consequências do discurso breve: poupa-nos de pecar por exagero e instantâneamente pode nos afetar de forma "negativa" através da omissão. E segue a vida seu infinito curso: a dicotomia humana.

         
Nathanaela Honório
Enviado por Nathanaela Honório em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662496

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathanaela Honório
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 29 anos
148 textos (81958 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:27)
Nathanaela Honório