Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

desabafo.

falmos sobre tudo e nada que meu coração afligia,senti que de você nada alem do amor que propunha eu teria,mas não repita mais uma vez que sou mais chegada que um irmão,irmãos não se entregam ao desejo.ouvi de você que seria hipocrisia dizer pra não nos vermos mais pois não conseguiria se afastar de mim,que me quer que sou uma das pessoas mais importantes de sua vida,que sentimento é este então.paixão?não,desejo por suas palavras meu coração dilacerado foi por ouvir das que te amam suas noites prazerosas e os mais quentes detalhes,fui morta,eu sei absurdo,mas,a cada instante morrro um pouco mais,a cada dia menos cor tem o arco iris,tenho que me cansar ate que o folego me falte e finalmente eu diga chega!fico por aqui.e aceito o que a mim foi designado por minhas escolhas erradas ou não que me trouxeram ate este instante.me odeio ou me amo,não sei mas sigo querendo te esquecer te apagar do mundo ,do meu mundo,preciso de ajuda,não pensei que sentiria um dia algo asim,tamanha dor que me confunde que destroi.E sigo mantendoa aparencia de fortaleza sem que os que estão aminha volta percebam o profundo e doloroso choro que em mim permanece dia apos dia.
metade
Enviado por metade em 03/10/2007
Código do texto: T678632
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
metade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
5 textos (545 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:22)
metade