Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninguém Me Entende

E quando eu falo ninguém me entende, e se alguém me entende, me vaia, ou vira o rosto, ou me olha, despreza, humilha, mata. Talvez eu precise apenas de alguma pessoa que posso chegar e dizer que está do meu lado, que eu posso contar com ela para tudo. Já tentei por muitas vezes encontrar alguém assim, mas as pessoas não são confiáveis. As pessoas têm duas caras. Quando se encontra alguém que supostamente pode viver ao seu lado, esse alguém lhe trai. Será que é tão difícil ter ajuda? Será que é tão difícil ser compreendido? Por quê há o preconceito? Você acha que é melhor que alguém? Prove. Talvez eu fique do seu lado. É muito provável que não. Se fizer algo para ser melhor que alguém, fará de tudo para me crucificar também. Talvez eu te ame. Talvez não. Sempre deve haver uma escolha? E qual a escolha certa? Eu escolhi você, mas você me decepcionou. O que te faz pensar que só porque está com meus amigos pode chamar tanto a atenção a ponto de eles me esquecerem? De você me esquecer? É, talvez não tenha sido a escolha certa. Viajemos, imaginemos. Não digo que te amo, pois serão apenas palavras afundando no oceano, num escuro plano, um eterno engano. E de enganos eu estou farto, certo de que eu tenha sido o maior de todos. Aí sinto saudades dos tempos de criança, onde os bons momentos sempre ficam na lembrança. Voltemos, pensemos. É muito ruim perder alguém que se ama, é ruim pensar em você toda vez que deito na cama. É bom pensar que fui um erro em tua vida. É ruim ter que ver aberta essa ferida, que não vai fechar enquanto a saudade não acabar; enquanto não houver um fim nessa história, enquanto eu ainda tiver você na memória. Mas ninguém entende, mesmo. Talvez seja melhor eu falar com as paredes, talvez seja melhor eu guardar meus sonhos no travesseiro, talvez seja melhor eu ir pro chuveiro. Aí posso pensar que não sossegarei enquanto não ouvir, da tua boca, olhando nos teus olhos, “eu te amo”. Aí poderei tirar da consciência o peso de que na tua vida eu fui apenas um engano. E não importa o que você pense, eu direi quantas vezes for necessário: EU TE AMO! E não me importa o que os outros pensem, não me arrependo de nada, e olho tua vida da calçada. As pessoas têm duas caras. E quando eu falo ninguém me entende. E se eu tenho um vício o problema é meu. Você não imagina o quanto eu sofri por não ver em você aquela pessoa que eu conheci. E não diga que me ama se não for verdade. Não faça as coisas sem pensar. Não pense que estando ausente você pode me matar. E tenha a certeza de que se não me der motivos, não tenho porque te amar.
Norberto
Enviado por Norberto em 25/10/2007
Código do texto: T709988
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Norberto
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
36 textos (2825 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 13:58)
Norberto