Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta a um pai que nunca existiu

Eu queria muito te dizer coisas bonitas, dizer que o amo, que a minha vida devo a você, mas não posso...
Nunca tive se quer um carinho seu, nenhuma palavra de afeição, nenhum motivo de raiva, mas muitos de mágoa...
Eu nunca pensei ter que escrever para dizer o que sinto a seu respeito.
Você preferiu nos deixar ou melhor me deixar, e eu nem pude opinar a decisão, sem saber por que nem conheci meu pai
Tive sim a criação que qualquer criança amaria ter, tive pessoas que amo muito, e que me amam demais, a elas sim devo a minha vida.
Mas hoje, nem sei por que eu resolvi escrever de você, pra te dizer o que se passa dentro do meu coração.
Nunca precisei de você pra nada mas agora eu apenas precisava de um abraço, de um aperto de mão, de um carinho no rosto, de um beijo na buchecha, de um "eu te amo"...
É tão dificil falar de mim, mas estou tentando, as palavras me confundem mas, tenho dentro de mim a necessidade de escrever tudo a você.
No fundo eu já te perdoei, mesmo sem você saber, não preciso olhar pra você, nem falar com você, apenas me ajoelhei e rezei por nós.
Talvez por ser muito sensível preferi assim...
Não me importa que ninguém saiba, sei que um dia sentaremos e teremos que conversar...
Você nunca dormirá em paz com você se não resolvermos tudo isso
Como durante muitos anos eu não dormi também, mas com o tempo entendi que o perdão que eu dei sem se quer você ter pedido já me era suficiente;
Você teve seus motivos, sua juventude não o havia deixado maduro o suficiente para responder pelos seus atos e hoje eu também entendo isso...
Espero que esteja tudo bem e que no dia em que nos encontrarmos novemente frente a frente, você possa ver no brilho que meus olhos tem, a luz que minha alma emana e que ue possa ver no seu rosto o quão está feliz por simplesmente estar aqui comigo...
Á um pai que nunca existiu mas que, desde que eu te aceitei dentro de mim, existe e faz parte de um começo de uma nova vida... a minha!!!
Nathalya Etchebehere
Enviado por Nathalya Etchebehere em 26/10/2007
Código do texto: T710722

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathalya Etchebehere
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 33 anos
253 textos (23041 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 16:29)
Nathalya Etchebehere