Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHOREI OU FOI MESMO EM UM DIA DE VENTO ÚMIDO PARA NÃO DIZER O VERDADEIRO MOTIVO DAS LÁGRIMAS QUE TEIMAVAM EM ESCORRER



     HOJE VOCÊ DIZ QUE ESTÁ TUDO ACABADO, QUE NOSSO AMOR DE UM BELO PASSADO FOI APENAS DESILUSÕES JUVENIIS. QUE ERA APENAS AMIZADE; QUE FICA APENAS DE MIM, O PESO DA CULPA DE MEU SUICÍDIO EM SUA VIDA, QUE A POUCA FAMA COM A QUAL FICO, NÃO TE COMOVE TANTO; APENAS DESPERTA EM CURIOSOS A VONTADE DE LER OS VERSOS QUE DEDIQUEI CARINHOSAMENTE A TI.

     HOJE JÁ ESTIVE EM CASA, BEIJEI EM VÃO A SUA MÃO, PEDI DESCULPAS AO MEU IRMÃO. ANDEI POR SALAS INSPIRANDO POETAS. ENTRE ANJOS E DEMONIOS VOU ESPERAR O ÔNIBUS PARA IR A ESCOLA.

     OUVIR BOATOS INFELIZES, MALHADOS, IDIOTA ELE QUE OUSOU AMAR... ''CHOREI, COMI TRAÇOS EM DECLINIO, MAIS AINDA TE AMO................................................................................................................................................................
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 27/10/2007
Código do texto: T712732

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11156 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 10:29)
DIEGO HUXLEY