Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU TAMBÉM FIQUEI APENAS VENDO AS MISTAS SE FORMAREM SOB MEUS PÉS


   DURANTE OS DIAS FLUTUANTES EM QUE OS BELOS VERSOS DAS CANÇÕESMAIS TRISTES TOMAVAM MEU SER EM UM COMPASSO LIBERO.
   E MEUS OLHOS ERAM POSSUIDORES DO MAIS LUGUBRE PENSAR SOB OS LUARES EM QUE PRAZERES NÃO SE CONDIZIAM.
   PENSEI EU ESTAR EM VOLTO A UMA NOVA FORMA DE AMOR CONDIZENTE AOS VERÕES DISTANTES DO REAL CONTEXTO DE SER.
   TURVOS MOMENTOS AQUELES EM QUE PENSEI NÃO PODER DORMIR, OU TODA PALAVRA ME FARIA OUVIR COISA SIMILAR A BELEZA DE TEUS OLHOS.
    E MESMO A COR DELES HOJE EU LOUCO POR VOCÊ NÃO PODENDO LEMBRAR, TENHO O ESPIRITO POSSUIDO POR SEU VASTO SORRISO CATIVANTE.
    SEREI EU ERRADO EM REPETIR COMO REI AS MESMAS TOLICES, AS MESMAS PALAVRAS, OS MESMOS ATOS QUE TANTO LHE FAZEM SOFRER, OU POSSO SIMPLESMENTE FINGIR QUE OUTRO ESPIRITO EM TRANSIÇÃO PASSOU POR AQUI ME ME CITOU TAIS FRASES?
     CREIO QUE JÁ ESTOU TE AMANDO.
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 27/11/2007
Código do texto: T755677

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11168 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:10)
DIEGO HUXLEY